terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Agentes acham cachaça artesanal, telefones e drogas em presídio do RN

Revista foi feita nesta segunda (22) na Penitenciária Estadual de Parnamirim. Denúncia de túnel motivou revista, mas nenhuma escavação foi encontrada.

Do G1 RN
Bebida destilada, drogas e aparelhos celulares foram encontrados em meio às celas (Foto: G1/RN)

Cachaça artesanal, drogas, aparelhos celulares e facas artesanais foram encontrados dentro da Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP) durante uma revista realizada nesta segunda-feira (22) pelo Grupo de Operações Especiais (GOE) - unidade de elite formada por agentes penitenciários. O presídio fica em Parnamirim, cidade da Grande Natal.

As buscas foram feitas por causa de uma denúncia anônima, na qual apontava a existência de um túnel que estaria sendo escavado pelos presos da unidade. “Não encontramos nenhuma escavação, mas achamos vários objetos que não são permitidos, inclusive bebida destilada e algumas drogas. Intervenções como esta são importantes porque inibem tentativas de fuga e mostram que estamos atentos e presentes”, ressaltou Fábio Lago, vice-diretor do GOE.

Em meio às celas, os agentes encontraram vários aparelhos celulares embalados em sacos plásticos, emendados uns aos outros como se formassem elos de uma corrente. "Deste modo, tanto facilita esconder os aparelhos como é mais prático na hora de retirá-los do esconderijo. Tudo fica dentro de tocas, pequenos buracos que os presos abrem no chão das celas. Assim, basta puxar o primeiro saco que vai saindo um atrás do outro", explicou Lago. 

Todo o material apreendido foi entregue à Coordenadoria de Administração Penitenciária, que deve abrir uma sindicância para apurar como o material entrou na unidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário