quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Itep confirma identidade de bolivianos mortos na Grande Natal

Alan Raul e Cristhian Galarza foram encontrados mortos em uma creche. Segundo a PF, os dois estrangeiros estavam em situação regular no país.

Renato Vasconcelos Do G1 RN
PM de Ceará-Mirim foi chamada assim que os corpos foram encontrados (Foto: Jossean Pedro)

O Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep) confirmou na tarde desta quarta-feira (10) a identidade dos dois homens encontrados mortos no quintal de uma creche na cidade de Ceará-Mirim, na Grande Natal. De acordo com as informações divulgadas pelo instituto, as vítimas são Alan Raul Torrez Torrez, de 23 anos, e Cristhian Torrez Galarza, de 25 anos. Os dois foram alvejados na cabeça.

Informações preliminares divulgadas pela Polícia Militar na manhã desta quarta deram conta de que os homens eram bolivianos e trabalhavam em um parque eólico. Durante a tarde, após a identificação pelo Itep, a Polícia Federal confirmou que os homens realmente eram naturais da Bolívia.

De acordo com os dados repassados pela PF, Alan Raul é natural da cidade de Santa Cruz. Ele entrou pela primeira vez no país por São Paulo em outubro de 2012 e já possuia visto permanente no Brasil. Enquanto isso, Cristhian entrou no Brasil por Corumbá, no Mato Grosso do Sul, em setembro de 2015 e ainda tinha visto temporário. Ele é natural da cidade de Beni. Segundo a PF, os homens não possuem grau de parentesco.

No entanto, ainda de acordo com a Polícia Federal, quando pediram os vistos de permanência no país, os dois estrangeiros se registraram utilizando o mesmo endereço residencial, na cidade de Caetité, na Bahia.

O caso vai ser investigado pela Polícia Civil. Durante a manhã, agentes da delegacia de Plantão da Zona Norte colheram informações iniciais no local do crime. Porém, de acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Civil, o caso deve ser repassado ainda nesta quinta-feira (12) para a delegacia de Ceará-Mirim.

Nenhum comentário:

Postar um comentário