sábado, 20 de fevereiro de 2016

Operação Barreiros prende 30 suspeitos que atuavam no tráfico de drogas inclusive em presídios


Uma operação coordenada pela Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) prendeu, nesta sexta-feira (19), 30 suspeitos, 26 homens e 04 mulheres, que integravam uma associação criminosa que praticava crimes como tráfico de drogas, homicídios, roubos e furtos em várias cidades da Grande Natal. Os suspeitos foram detidos em Natal, Ceará Mirim e Parnamirim, como resultado de um ano de investigações, e responderão por crimes como associação criminosa e associação para o tráfico. Durante todo o tempo em que o grupo estava sendo investigado, mais de 100 pessoas foram detidas, um deles foi o agente penitenciário Victor Cianni de Lima Maia.
A ação policial teve o apoio da Diretoria de Polícia da Grande Natal (DPGRAN), 19 delegacias, entre especializadas, distritais e municipais, e da Polícia Militar ( Rocam e Canil) e cumpriu mandados de prisão e efetivou prisões em flagrante. Das 30 prisões cumpridas, 13 delas foram executadas em presídios e 17 suspeitos estavam soltos. Os suspeitos, mesmo estando presos, comandavam a realização de delitos de dentro de presídios.
“ A Operação Barreiros tem esse nome porque a nossa investigação teve início em uma comunidade chamada Barreiros, que fica localizada na cidade de São Gonçalo do Amarante. Descobrimos que o grupo atuador do tráfico de drogas no município possuía ramificações em outras cidades e até mesmo fora do Estado. Um dos mandados cumpridos hoje, foi efetivado contra Evan Ferreira Machado, conhecido como Gordo Evan ou Xanga que está detido no Estado de São Paulo”, detalhou o delegado titular da Denarc, Ulisses de Souza. Segundo a investigação, a droga que estava sendo distribuída na Grande Natal era enviada de São Paulo para o RN por Evan Ferreira Machado. Os policiais descobriram que o grupo gerenciava o tráfico de drogas, tanto de dentro como de fora dos presídios.
Durante todo o período de investigação, a Delegacia Especializada conseguiu apreender mais de 600 quilos de drogas, entre maconha, cocaína e crack. Além das apreensões que ocorreram durante um ano, a Polícia conseguiu aprender, nesta sexta-feira (19), sete carros, quatro motocicletas, cinco armas, várias munições, três carregadores, um maçarico e vasta contabilidade de tráfico de drogas.
Além das apreensões, a Justiça decretou o sequestro de bens imóveis e veículos de alguns dos presos na Operação. Contas bancárias dos detidos também foram bloqueadas pela Justiça. “Um dos imóveis utilizados pelos suspeitos para a prática dos crimes era um sítio localizado na cidade de São Gonçalo do Amarante”, revelou o delegado Ulisses de Souza.
Efetivo da Polícia Civil – Durante a Barreiros participaram policiais civis da Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc), Delegacia Especializada do Idoso (DEPI), Delegacia Especializada em Furtos e Roubos (DEFUR), Delegacia Especializada em Acidente de Veículos (DEAV), Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (DEICOR), Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM Zona Norte), Delegacia Especializada Assistência ao Turista (DEATUR), Divisão de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), Delegacia Especializada emDefesa da Propriedade de Veículos e Cargas (DEPROV), Delegacia Especializada Capturas e Polinter (Decap), Delegacia de Polícia de Ceará Mirim, 1ª. DP de Parnamirim, 4ª DP Natal, 11ª DP Natal, 8ª DP, 9ª. DP, 2ª DP, 15ª DP e 3ª DP.

PORTAL BO

Nenhum comentário:

Postar um comentário