segunda-feira, 14 de março de 2016

Embriagados, jovem capota carro e psicólogo atropela PMs em Natal

Motoristas furaram barreiras da Lei Seca realizadas neste domingo (13). Ambos foram presos; policiais atingidos foram socorridos e passam bem.

Anderson Barbosa Do G1 RN
Carro capotou após o motorista perder a direção do veículo e bater em um poste (Foto: Divulgação/PM)

Um jovem de 19 anos, sem carteira de habilitação, furou uma blitz da Operação Lei Seca na madrugada deste domingo (13), perdeu o controle do veículo, bateu em um poste de alta tensão e capotou o carro na Av. Engenheiro Roberto Freire, na Zona Sul de Natal. O impacto da batida foi tão grande que o motor ficou no meio da pista. Segundo o capitão da PM Styvenson Valentim, um psicólogo reformado da Marinha do Brasil também não respeitou a barreira e, na tentativa de escapar da fiscalização, atropelou dois policiais e ainda bateu na moto de um dos PMs.

Policial civil, preso durante a blitz, foi algemado após ficar alterado (Foto: Divulgação/PM)

O capitão contou ao G1 que três barreiras foram montadas ao longo da madrugada na Zona Sul da cidade. Além da Av. Engenheiro Roberto Freire, também foram fiscalizados trechos da Rota do Sol, que dá acesso às praias do litoral Sul, e da Via Costeira, corredor dos principais hotéis da cidade. Ao todo, 76 carteiras de habilitação foram retidas e 8 pessoas presas, incluindo o rapaz que capotou o carro, o militar aposentado que atropelou os PMs e um policial civil. "O agente da Polícia Civil soprou o bafômetro. O etilômetro acusou que ele estava sob influência de álcool e ele recebeu voz de prisão. Ele ainda quis se alterar e foi preciso algemá-lo", afirmou.

Sobre a batida no poste, ainda de acordo com o capitão Styvenson Valentim, o acidente aconteceu por volta das 2h30, nas proximidades do CCAB Sul. O veículo transitava no sentido Ponta Negra-Centro. “O garoto estava em um Citroën C4. Ele passou direto pela barreira e acelerou. Depois de alguns metros, perdeu a direção, subiu na calçada, bateu forte em um poste e capotou. E não bateu em um poste pequeno. Foi em um daqueles postes bem grandes, de alta tensão. O motor do carro foi parar longe. O rapaz deu muita sorte de ter escapado com vida. Estava visivelmente embriagado e não usava cinto de segurança. Foi sorrido ao hospital com uma lesão em um dos ombros e passa bem. Por estar sem habilitação, ter furado a barreira e ter causado dano ao patrimônio, foi preso e levado para a delegacia. Ele se recusou a fazer o teste do bafômetro, mas também foi autuado por crime de embriaguez ao volante. E ainda causou transtornos aos moradores da região, que ficaram sem luz por um bom tempo”, relatou o comandante.

Já o psicólogo da Marinha, dirigia um Palio de cor vermelha. Ele estava com a mulher no carro, que disse aos policiais ter pedido para ele parar carro. Como não atendeu, foi perseguido até a avenida Ayrton Senna, onde foi preso em flagrante. Ao ser detido, o militar aposentado ainda tentou subornar os policias oferecendo R$ 10 mil. “Ele não parou e jogou o carro em cima de um dos nossos policiais. O PM conseguiu segurar no capô do carro e foi levado em alta velocidade por uns 100 metros ou mais”, afirmou o capitão Isaac Paiva, subcoordenado da operação. “Graças a Deus nada de grave aconteceu com ele”, ressaltou. “Na fuga, ele ainda atropelou um segundo PM, que tentou para-lo colocando a motocicleta na frente do carro. A moto foi danificada e o policial levado ao hospital com luxações e dores na cabeça”, acrescentou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário