segunda-feira, 21 de março de 2016

Homem é preso ao tentar jogar arma e celulares dentro de presídio no RN

Guarda da penitenciária de Alcaçuz prendeu homem em flagrante. Ele estava com revólver, munição, faca e aparelhos de telefone celular.

Do G1 RN
Arma e celulares foram apreendidos neste sábado (19), em Alcaçuz (Foto: Divulgação/PM)

Um homem foi preso em flagrante na noite deste sábado (19) no momento em que tentava jogar sacolas com arma e aparelhos de telefone celular para dentro da penitenciária de Alcaçuz, em Nísia Floresta, cidade da Grande Natal. A guarda da unidade prisional abordou o homem quando ele se aproximou dos muros. O suspeito foi levado para a delegacia de plantão da Zona Sul de Natal, onde foi autuado.

O preso estava com sacolas plásticas com um revólver, munição, uma faca, aparelhos de telefone celular e carregadores. Todo o material foi apreendido. A penitenciária de Alcaçuz é a maior do sistema prisional do Rio Grande do Norte.

Calamidade
O Governo do Rio Grande do Norte renovou por mais seis meses o decreto de calamidade no sistema prisional potiguar. A renovação, assinada pelo governador Robinson Faria, foi publicada na edição de quinta-feira (17) do Diário Oficial do Estado (DOE). O documento diz que a renovação tem por objetivo "legitimar a adoção e execução de medidas emergenciais que se mostrarem necessárias ao restabelecimento do seu normal funcionamento".

Na semana passada, o secretário de Justiça e Cidadania (Sejuc), Cristiano Feitosa, admitiu que após um ano da decretação da calamidade, o sistema prisional potiguar "melhorou pouco".

Em entrevista ao G1, o secretário fez uma avaliação e disse que “o sistema prisional potiguar possui hoje uma equipe de diretores mais integrada e informações estão sendo trocadas com mais rapidez, mas nesse um ano, mais precisamente no último semestre, a Sejuc está investindo pesado em planejamento e em medidas que vão se concretizar nos próximos seis meses. Então, as mudanças de maior efetividade e repercussão ainda estão por vir”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário