terça-feira, 1 de março de 2016

Morre em hospital policial baleado ao tentar evitar assalto a ônibus em Natal

Gilmar Bernardino de França, 51 anos, foi baleado em novembro de 2015. Desde então, ele estava internado no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel.

Do G1 RN
Gilmar Bernardino de França, de 51 anos, morreu nesta madrugada no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

O policial civil Gilmar Bernardino de França, de 51 anos, morreu na madrugada desta segunda-feira (29) no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal. Gilmar estava internado desde novembro do ano passado, após ter sido baleado ao tentar impedir um assalto a um ônibus no bairro de Felipe Camarão, na Zona Oeste da cidade.

A assessoria de comunicação do Walfredo Gurgel, que confirmou a morte do policial, informou que o estado de saúde de Gilmar era considerado grave desde que deu entrada no hospital.

Segundo o Sindicato dos Policiais Civis e Servidores de Segurança Pública do RN, (Sinpol), Gilmar Bernardino tinha 10 anos de polícia. Ele trabalhava na Delegacia de Touros, a aproximadamente 90 quilômetros da capital potiguar.

"Por diversas vezes estivemos pessoalmente acompanhando o estado de saúde do companheiro. E sempre, nesse período, os médicos e enfermeiros nos relatavam que ele estava sendo um verdadeiro guerreiro, lutando pela vida, pois seu quadro não era favorável", lamentou Paulo César de Macedo, presidente do Sinpol.

O crime
O policial levou um tiro no abdômen no dia 20 de novembro de 2015 ao tentar evitar um assalto a ônibus no bairro de Felipe Camarão, na Zona Oeste de Natal. De acordo com a Polícia Militar, um homem armado invadiu o ônibus e anunciou o assalto. Gilmar sacou uma arma para evitar o crime, mas foi baleado. Ele ainda entrou em luta corporal com o assaltante.

O criminoso conseguiu se soltar e deixar o transporte público levando a pistola do policial. A arma foi encontrada depois em uma lixeira.

Nenhum comentário:

Postar um comentário