quinta-feira, 24 de março de 2016

Polícia identifica os principais acusados na morte do policial militar durante assalto a cartório no centro de Mossoró




Agentes do Serviço de Inteligência da Policia Militar, numa operação conjunta com a Delegacia Especializada em Furtos e Roubos “Defur” e da Divisão de Polícia do Oeste, “Divpoe” esclareceram a autoria do assalto a um Cartório que terminou com a morte do Policia Militar Wildiney Alves de Andrade, no dia 21 de março, na cidade de Mossoró, região Oeste do Rio Grande do Norte. 

Segundo o Agente Dias, chefe de investigação da “Divpoe” os irmãos Lucas Gradestone Fernandes Rodrigues de Arruda de 21 anos "Foto a cima" e Luan Rodrigues Fernandes de Arruda, de 23, "de verde" estão envolvidos no assalto e teria sido Gladestone o responsável pelo disparo que vitimou o militar. 

Os irmãos são naturais de Caraúbas e com passagem pela polícia. Gladestone que tem endereço do conjunto Integração em Mossoró, foi preso em 2013, acusado de participar de um arrastão a ônibus de sacoleiras, na região. Um terceiro envolvido e já identificado não teve seu nome revelado. 

Segundo informações, o policial chegou ao Cartório no momento que acontecia o assalto. Ele, que juntamente com a esposa, clientes e funcionários do cartório foram feitos reféns, teria reagido e morreu baleado por um dos bandidos. 

Ainda segundo informações, o Bacharel Luiz Fernando, Delegado de Furtos e Roubos e responsável pela Operação, encaminhou a justiça o pedido de prisão preventiva dos três envolvidos.

O Câmera

Nenhum comentário:

Postar um comentário