quinta-feira, 17 de março de 2016

Sesed discute estratégias para coibir crimes às agências bancárias


A Secretaria de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) reuniu na manhã desta quarta-feira (16) no Gabinete de Gestão Integrada Estadual (GGI-E) representantes das forças de seguranças e instituições bancárias para debater e discutir estratégias no combate a quadrilhas especializadas em atos criminosos contra terminais eletrônicos e bancários no Rio Grande do Norte. 
Durante a reunião convocada pelo secretário adjunto Caio Bezerra, representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, ITEP, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Federal, visualizaram o mapa da violência, e planejaram ações preventivas e repressivas a criminalidade que já violou 22 terminais bancários nos primeiros três meses deste ano. Os representantes dos Bancos que atuam no Estado firmaram parceria com a Sesed para auxiliar, em todos os níveis, no sentido de prevenir os crimes. 
A Polícia Militar vem realizando desde o início deste mês a Operação Madrugada Segura com equipes do Batalhão de Choque, Bope, Rocam e Grupos Táticos Operacionais que atuam na madrugada, com auxílio da Polícia Civil e da inteligência da Sesed, na prevenção dos crimes. 
Nos primeiros dias da operação, a PM apreendeu uma arma e várias munições que estavam com um grupo em atitude suspeita na cidade de São Miguel do Gostoso. Ao perceber a presença dos militares os suspeitos abandonaram o veículo e fugiram pelo matagal. No interior do veículo foram encontradas várias munições, uma arma calibre 7,62 e ferramentas utilizadas para arrombamentos de caixas eletrônicos. A PM acredita que os suspeitos estavam planejando a explosão e arrombamento de agências bancárias da região. Todo material apreendido foi conduzido à Divisão de Combate ao Crime Organizado da Polícia Civil (DEICOR). 
A DEICOR também atuará com as agências bancárias para chegar aos criminosos e desarticular as quadrilhas responsáveis pelas explosões. Em 2015, a Divisão desarticulou 11 quadrilhas especializadas em realizar assaltos a bancos e conseguiu prender 56 envolvidos com a prática de tais crimes. 
Para o secretário adjunto da Sesed, Caio Bezerra, o momento é de união de forças para poder combater de forma rápida e inteligente as quadrilhas que insistem em atuar no Estado. “Nosso objetivo é somar forças com órgãos estaduais e federais, além das próprias instituições financeiras, para poder identificar e neutralizar essas ações e proporcionar mais segurança à nossa população”, disse Caio Bezerra.

190/RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário