terça-feira, 17 de maio de 2016

Detento é morto a facadas dentro de presídio na Grande Natal

Homicídio aconteceu nesta segunda (16) no Rogério Coutinho Madruga. Este foi o 12º preso morto dentro do sistema prisional potiguar este ano.

Anderson Barbosa Do G1 RN

Vítima: Jhonny Kefferson Trindade (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Presídio Rogério Coutinho Madruga, anexo de Alcaçuz (Foto: Ricardo Araújo/G1)

Um detento foi assassinado a facadas na manhã desta segunda-feira (16) dentro do Presídio Rogério Coutinho Madruga, em Nísia Floresta, na Grande Natal. A unidade é mais conhecida como Pavilhão 5 de Alcaçuz – que é o maior presídio do estado. O detento morto foi identificado como Jhonny Kefferson Trindade, de 19 anos, que respondia pelos crimes de tráfico de drogas e furto. Ele foi o 12º preso morto dentro do sistema penitenciário potiguar este ano.

Segundo o agente penitenciário Ivis Ferreira, diretor do presídio, Jhonny Kefferson foi assassinado dentro da Ala B da unidade. “Foi durante o banho de sol. Se aproximaram dele e o esfaquearam. Ainda não sabemos quem o matou e por qual motivo", ressaltou.

A Polícia Civil foi ao presídio e já deu início à investigação. O corpo do preso foi levado para o Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep).

Dos 12 detentos mortos este ano dentro do sistema prisional em 2016, este foi o segundo caso no Presídio Rogério Coutinho Madruga. Em março, Francisco Canindé Souza da Silva, de 39 anos, também foi morto a facadas. Apelidado de 'Júnior do Morro', ele cumpria pena por tráfico de drogas, homicídio e porte ilegal de arma de fogo. Na ocasião, um detento usou um aparelho de telefone celular, registrou os gritos de celebração e filmou a retirada do corpo. No dia seguinte, agentes penitenciários fizeram uma revista e apreenderam quatro celulares na carceragem onde o detento fez a filmagem. O preso admitiu ter feito o vídeo e foi autuado administrativamente pelo uso do aparelho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário