segunda-feira, 18 de julho de 2016

Mais um final de semana violento na região Oeste do Rio Grande do Norte.


Houve registros de mortes violentas nas cidades de Itajá, Pendencias, Alexandria, Riacho de Santana e Baraúna. 

No sábado pela manhã, o corpo de Niedson Luiz Moura da Silva, de 27 anos de idade residente na Rua Abelardo de Melo, no bairro Valadão, na cidade de Macau, foi encontrado as margens na RN 118 que liga Alto do Rodrigues a Pendências. 

Ele foi morto com disparos de arma de fogo no tórax, no braço e na virilha e um disparo de escopeta na cabeça. As marcas deixadas no local do crime indicam que houve luta corporal ente a vítima e os possíveis acusados. 

Segundo informações da polícia, Niedson foi visto durante a noite participando de uma movimentação festiva na cidade de Alto do Rodrigues e logo nas primeiras horas da manhã, foi encontrado morto as margens da rodovia em direção a cidade onde morava. 

A polícia não tem informações dos acusados, mas não descarta a possibilidade de acertos de contas por causa de drogas. Existem informações que a vítima era usuária. 


No final da tarde de sábado, 16 de julho, Patrícia Fernandes da Silva, de 29 anos, foi morta com um disparo de revolver na cabeça, no Sitio Cedro, zona rural de Alexandria. 

Segundo informações, a moça que morava na cidade de Alexandria, teria ido passar uns dias na casa de seus avós, que são deficientes visuais e na tarde de sábado foi surpreendida por dois elementos que chegaram na residência de motocicleta e armados. 

Segundo informações de pessoas ligadas a família, um dos elementos ficou parado na frente enquanto o outro chegou pelos fundos da casa. Assustada, a vítima tentou correr, mas foi alvejada com um tiro na cabeça e caiu no quintal da residência. 

A polícia acredita que a motivação pode ter sido problemas antigos envolvendo pessoas da mesma família. O pai de Patrícia Fernandes foi morto na mesma região, há dois anos. Equipes da Policia Civil com apoio do Grupo Tático Operacional de Alexandria, comandos pelo Cap Brilhante ainda realizaram busca na região, mas ninguém foi preso. 


Na noite de sábado, 16 de julho, a polícia militar foi acionada com a informação de disparos de arma de fogo com uma pessoa alvejado com cerca de cinco disparos de arma de fogo em via pública na cidade de Itajá. 

Erivelton Ribeiro de Lima, 21 anos natural de Mossoró foi baleado e socorrido para o Hospital Regional de Assú, mais já chegou sem vida.

Até o momento, não se tem informações dos autores deste crime, e os motivos, o que se sabe até agora, é que o mesmo tinha envolvimento com drogas. 


No final da noite de sábado, 16 de julho, Thiago Anderson Fontes, de 33 anos de idade, foi morto com uma cutilada de faca peixeira na região abdominal desferida pelo seu próprio cunhado, conhecido apenas como Henrique. 

Vítima e acusado moravam vizinhos, no Sitio Catolezinho, as margens da BR 405, próximo ao trevo de acesso a cidade de Riacho de Santana, na região Oeste do Estado. 

Segundo informações de familiares, dias atrás Henrique invadiu a residência de Tiago, para mata-lo, mas ele não estava em casa. 

Ontem à noite foi a vez de Thiago invadir a casa onde Henrique dormia com a esposa, que é irmã de Tiago e uma filha do casal. O acusado quebrou a porta da frente da residência, mas foi morto na sala da casa. 


Na manhã de domingo, 17 de julho, o vigilante Leonardo Fernandes Queiroz, de 30 anos de idade, natural cidade de Lucrécia, foi morto na manhã de hoje, 17 de julho, próximo a cidade de Baraúna, no Oeste do Rio Grande do Norte. 

Segundo informações, Leonardo trabalhava como vigilante numa empresa Segurança em Mossoró e teria saído do trabalho, hoje pela manhã. Ele estava indo para casa na cidade de Baraúna quando foi surpreendido por uma dupla, que estava de motocicleta. 

Numa tentativa de escapar, o vigilante pulou do carro e entrou numa plantação de manga, mas foi alcançado e morto com tiros de revolver, nas costas e na cabeça.

O Câmera

Nenhum comentário:

Postar um comentário