sexta-feira, 1 de julho de 2016

Três policiais militares são assassinados durante tiroteio no interior do Ceará aumentando para 13 o números de policiais mortos em 2016



Três policiais militares foram assassinados a tiros na tarde desta quinta-feira (30) na cidade de Quixadá, interior do Ceará. Segundo informações da polícia, os três agentes de segurança foram mortos durante um tiroteio com criminosos na localidade de Juatama, zona rural do município.

Um quarto PM foi baleado na perna durante o ocorrido. O policial foi socorrido ao Hospital Municipal de Quixadá, recebeu atendimento médico e não corre risco de morte em decorrência do ferimento.

De acordo com a Polícia Civil, os policiais estavam usando revólveres e pistolas e entraram em confronto com um bando armado com armas de grosso calibre. Dois policiais baleados morreram ainda no local. O terceiro agente de segurança chegou a ser socorrido para o Hospital Municipal de Quixadá, mas não resistiu aos ferimentos e também faleceu.
A Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) confirmou os óbitos, mas não divulgou mais informações. As vítimas são um sargento, um cabo e um soldado, mas os nomes não foram revelados.

De acordo com Comando de Policiamento do Interior (CPI), os suspeitos fugiram em um carro de polícia logo após os crimes, levando outros dois PMs como reféns. Os agentes foram liberados em uma estrada na saída do município e o veículo foi encontrado.
Equipes da Polícia Militar da região estão realizando buscas na tentativa de prender os suspeitos. Um helicóptero Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) também foi enviado ao local para auxiliar nas buscas. Até o momento, nenhum dos autores dos homicídios foi preso. 

Governador lamenta o ocorrido
O governador Camilo Santana lamentou o fato ocorrido em Quixadá através de seu perfil oficial em uma rede social. Em nota, o governador manifestou o pesar e a solidariedade aos familiares e amigos dos policiais assassinados. Camilo Santana disse ainda que espera que os autores dos homicídios sejam punidos.

"Reforço que não descansarei enquanto essas quadrilhas não forem presas ou expulsas do nosso Estado. Não recuaremos um milímetro no combate a esses bandidos e estarei sempre apoiando nossas forças de segurança em cada uma de suas ações. Sobre o lamentável episódio em Quixadá, já determinei uma força-tarefa para atuar imediatamente no cerco em toda a região no sentido de prender cada um dos criminosos para que recebam a punição devida da Justiça", informou.

Luto
A Associação dos Cabos e Soldados Militares do Estado do Ceará (ACSMCE), Associação dos Profissionais da Segurança (APS) e Associação dos Oficiais da Policia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (ASSOF) lamentaram o ocorrido e informaram que estão de luto. As associações ressaltaram, em nota conjunta, que "encontram-se consternadas com o ocorrido e irão prestar todo apoio aos profissionais que passaram por essa grande tragédia".

Números 
Com estes casos, subiu para 13 o número de policiais assassinados neste ano no Ceará. O caso mais recente havia sido no dia 10 de junho, quando um sargento da PM foi o assassinado a tiros no município de Juazeiro do Norte.

G1/CE

Nenhum comentário:

Postar um comentário