terça-feira, 9 de agosto de 2016

Polícia Militar apresenta resultados dos primeiros sete meses de 2016 em Mossoró


A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), por meio do Comando do Policiamento Regional I (CPR I) da Polícia Militar, divulgou nesta sexta-feira (1) o relatório das atividades realizadas no período de janeiro a julho de 2016, na cidade de Mossoró, região Oeste do Estado. Ao todo 257 pessoas foram conduzidas à delegacia por delitos praticados no município, entre eles 102 por furtos e roubos, 69 por porte de ilegal de arma de fogo, 27 por consumo e tráfico de drogas, entre outros.
Neste período a Polícia Militar, por meio do 2ºBPM e 12º BPM, recuperou 304 veículos, sendo 255 motocicletas e 49 carros, além da apreensão de 88 armas de fogo, sendo 33 revólveres calibre 38.
Também foram apreendidas de janeiro a julho deste ano, em ações conjuntas com a Polícia Civil, mais de uma tonelada de drogas, entre crack, maconha, cocaína e outras substâncias. Entre as operações de destaque está a realizada no dia 21 de abril, onde a Delegacia Especializada em Narcóticos (Denarc) de Mossoró e a Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (ROCAM), apreenderam 913 quilos de drogas, sendo 803 quilos de cocaína e 110 quilos de maconha, em uma casa, localizada no Loteamento Parque Universitário, naquela cidade.
Somente no mês de julho, o Comando do Policiamento Regional I (CPR I) da Polícia Militar, recuperou 52 veículos, sendo 44 motos e 8 carros, prendeu 38 suspeitos de crimes e apreendeu 21 armas de fogo, entre elas 6 revólveres calibre 38.
CPR I
O Comando do Policiamento Regional I (CPR I) foi criado pelo Comando Geral da Polícia Militar com o objetivo de integrar e aumentar a agilidade na informação entre os batalhões e companhias em Mossoró. “Antes nossos militares precisam se reportar à Natal em todo planejamento, o que prejudicava a agilidade em nossas ações. Com a criação do CPR I estamos concentrando todos nossas discussões, esforços e planejamentos aqui mesmo na cidade”, disse o coronel Elyause Moreira.

SESED

Nenhum comentário:

Postar um comentário