sábado, 3 de setembro de 2016

Acusado de matar a esposa com tiro na cabeça no Sumaré se apresenta na DHPP e fica preso.


Francisca Edna foi morta pelo marido de forma brutal com um tiro na cabeça
A arma que matou Francisca Edna foi apreendida no dia do crime

Erinaldo Nogueira de Lucena, de 34, suspeito de matar sua mulher, Francisca Edna da Silva de 28 anos, com um tiro na cabeça, crime ocorrido no interior de sua residência na madrugada do dia 22 de abril deste ano, já está na Cadeia. 

Ele se apresentou nesta manhã de sexta feira 02 de setembro, acompanhado de um advogado, na Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) de Mossoró e como já havia um mandado de prisão preventiva contra ele, o mesmo acabou ficando preso. 

Segundo o delegado da Divisão de Homicídios, Dr. Rafael Arraes, a equipe da especializada, já estava na cola do suspeito desde a quinta feira (01),quando recebeu informações que o mesmo estava em Assu, mas a investida para cumprimento do mandado de prisão não teve êxito. 

Sabendo que poderia ser preso a qualquer momento,o homicida, resolveu se apresentar, embora de forma espontânea, depois de passar vários meses foragido. 

Francisca Edna foi assassinada com um tiro na cabeça dentro do quarto do casal e morreu em cima da cama. O crime aconteceu por volta das 02h40min de sexta feira 22 de abril de 2016, após discussão entre marido e marido e mulher. Erinaldo deixou a arma do crime em cima da cama, tentando simular um suicídio e fugiu. (RELEMBRE O CASO) 

Após prestar depoimento na DHPP e confessar o crime, Erinaldo Nogueira, foi encaminhado ao ITEP para realização de exame de corpo de delito e depois conduzido à Cadeia Pública onde ficará a disposição da Justiça. 

Este foi mais um assassinato contra mulher, elucidado pela Divisão de Homicídios de Mossoró e que o autor já está na Cadeia aguardando julgamento.

Fim da Linha

Nenhum comentário:

Postar um comentário