terça-feira, 20 de setembro de 2016

EXCLUSIVO: Apreensão de arma de fogo em Mossoró coloca foragido da justiça na cena do crime da praça Helene Lúcia em 2015


Um revolver calibre 38 apreendido pela DEHOM (Delegacia de homicídios) de Mossoró, (VEJA) no mês passado coloca o foragido da justiça José Dimas da Silva Martins, na cena do duplo homicídio da praça Helena Lúcia, ocorrido no dia 21 de setembro de 2015. 

Zé Dimas como é mais conhecido juntamente com Gilcemar Leite Costa "Júnior Bactéria" executaram Afonso Dantas Costa, 24 anos, e no momento uma das balas atingiu o jovem Lucas, 17 anos, que nada tinha nada a ver com a briga entre os meliantes, e esse morreu a caminho da cidade de Mossoró. 

A Polícia Civil no mês de dezembro de 2015 apresentou a imprensa os acusados Júnior Bactéria e um rapaz conhecido por Robinho, o qual tem uma grande semelhança com Zé Dimas, e coincidentemente também faz parte do grupo de malfeitores desta cidade. (RELEMBRE)

Mesmo tendo parcialmente desvendado o crime, a polícia civil ainda precisava apreender a arma usada pelos meliantes naquela fatídica noite. No dia 10 de agosto de 2016 o Delegado da DEHOM Rafael Arraes juntamente com sua equipe apreenderam um revolver calibre 38 no bairro Belo Horizonte na cidade de Mossoró, e na oportunidade não prenderam Zé Dimas porque ele não estava em casa, mas foi confirmado que a arma pertencia ao mesmo. 

O Delegado Luciano e equipe ao saber da apreensão da arma, solicitou do ITEP o exame balístico e a comparação dos projéteis retirados do corpo de Afonso. O resultado foi positivo e a investigação está quase no fim, faltando agora prender Zé Dimas e saber quem efetuou os disparos que vitimou Afonso e Lucas, se ele ou Júnior Bactéria. 

Umarizal News

Nenhum comentário:

Postar um comentário