terça-feira, 6 de setembro de 2016

'Saída da PM enfraqueceu segurança', diz secretário após fuga de CDP no RN

Para Wallber Virgolino (Sejuc), isso 'não é arrumar desculpa, é a realidade'. Em junho, PM deixou os CDPs para atuar somente nas penitenciárias.

Anderson Barbosa Do G1 RN
Presos serraram as grades de uma cela do setor de triagem e escaparam (Foto: Sejuc/Divulgação)

"A saída da PM enfraqueceu a segurança nos CDPs (Centros de Detenção Provisória). De uma certa forma, esses ambientes funcionam como delegacias, ou seja, abrigam presos temporariamente, e não possuem estrutura para a permanência de presos por muito tempo. São mau localizadas, sem muralhas, sem guaritas, e têm deficiência estrutural. Não é arrumar desculpa, é a realidade”. Foi desta forma que o secretário de Justiça e da Cidadania do Rio Grande do Norte, Wallber Virgolino, justificou a fuga ocorrida neste final de semana no CDP da Zona Norte de Natal. Ao todo, 14 detentos serraram as grades de uma cela do setor de triagem e pularam o muro da unidade. Na fuga, um preso chegou a ser baleado. Cinco foram recapturados, incluindo o ferido.

Em resposta ao secretário da Sejuc, o comandante-geral da PM disse que a saída dos policiais militares que atuavam na guarda dos CDPs foi a única forma de reforçar a segurança das penitenciárias. "Temos mais de 500 PMs lotados na Companhia Independente de Policiamento de Guardas, que auxilia o sistema penitenciário. De acordo com o estatuto dos agentes penitenciários, a guarda nos CDPs é de responsabilidade dos próprios agentes, incluindo as guaritas. A nossa legislação prevê o policiamento de guarda de presídios, o que difere em muito o trabalho realizado nos CDPs. Em junho, deixamos a guarda dos CDPs com os agentes, mas continuamos fazendo patrulhamento no entorno das unidades. Essa foi a única saída para reforçamos a segurança nas penitenciárias, que são mais complexas", disse o coronel Dancleiton Pereira.

A fuga
A fuga dos 14 detentos do CDP da Zona Norte de Natal aconteceu na noite do sábado (3). O número foi confirmado pelo próprio secretário da Sejuc. Ainda segundo Wallber Virgolino, cinco foram recapturados logo após a debandada. Um deles, baleado na perna por policiais militares, foi socorrido ao hospital. Para escapar, ainda de acordo com o secretário, os detentos serraram grades de uma cela do setor de triagem. Em seguida, pularam o muro de um centro clínico e fugiram pelo estacionamento de um supermercado. O CDP da Zona Norte fica na Av. João Medeiros Filho, uma das mais movimentadas da cidade.

A Sejuc ainda não revelou os nomes dos fugitivos e também não há notícias sobre o estado de saúde do preso ferido.

Com mais esta fuga, chega a 341 o número de detentos que conseguiram escapar do sistema prisional potiguar somente este ano. O número é superior a todo o ano de 2015, quando 212 presos fugiram. Alguns foram recapturados, mas nem a Secretaria de Justiça (Sejuc) nem a Secretaria de Segurança Pública (Sesed) conseguem precisar quantos foram encontrados e levados de volta aos presídios.

CDP da Zona Norte de Natal (Foto: Sejuc/Divulgação)

Nenhum comentário:

Postar um comentário