quarta-feira, 12 de outubro de 2016

Ação integrada entre a Polícia Civil da Paraíba e o GTO de Alexandria resultou na prisão do homicida de Bom Sucesso/PB em menos de 24 horas


Na manhã desta segunda-feira (10 de outubro), a cidade de Bom Sucesso (PB) foi surpreendida com o homicídio do jovem Antônio Rufino Neto, vítima de disparo de arma de fogo, fato ocorrido às margens da Rodovia Estadual PB-323, na saída para Alexandria (RN).

As primeiras notícias colhidas no local do crime, bem como as posteriores oitivas de testemunhas na Delegacia de Policia de Catolé do Rocha/PB identificaram o autor do crime como sendo a pessoa de Benedito Ferreira de Andrade, vulgo “BENÉ DA ELETRÔNICA”.

Diante das informações e provas até então colhidas, agentes de investigação da Policia Civil procederam ao levantamento dos possíveis locais de fuga e esconderijos do sujeito e saíram em diligência ininterrupta visando a sua captura.


O trabalho investigativo foi recompensado, pois o autor do crime fora preso em flagrante às 23h00min do mesmo dia, por uma equipe composta de agentes da Policia Civil de Catolé do Rocha (PB) e do GTO de Alexandria (RN).

Segundo o delegado que presidiu as investigações, Dr. Demétrius Patrício, a abordagem policial e prisão do indivíduo aconteceu no meio de uma rua na cidade de Alexandria/RN, quando a equipe de policiais civis da Paraíba e militares do Rio Grande do Norte estavam fazendo rondas na localidade.

O acusado, que estava em uma moto na companhia de outro sujeito foi avistado por uma viatura policial e após perseguição em via pública acabou sendo interceptado e capturado, não manifestando resistência ao cerco policial.

Na oportunidade, fora encontrado em sua posse a arma de fogo utilizada no crime (um revolver calibre 38) totalmente municiado e ainda com munições extras no bolso.


Não obstante, o acusado ainda relatou aonde havia escondido a moto utilizada no homicídio e ao final confessou ter sido o responsável por ceifar a vida do jovem Antônio Rufino Neto.

Diante dos fatos, o autor fora conduzido à delegacia de Catolé do Rocha, local onde fora lavrado a sua prisão em flagrante pelo crime de homicídio qualificado, tendo, ao final, sido encaminhado ao Presídio Padrão da cidade, local onde ficará à disposição da justiça.

O delegado Seccional da 18ª AISP, Dr. Antônio Luiz Barbosa Neto, disse que as diligências foram cansativas e ininterruptas, mas o resultado do esforço da equipe foi gratificante, pois mais uma vez a ação conjunta entre órgãos de segurança pública de entes federados distintos resultou em um trabalho completo: investigação, elucidação e prisão em tempo recorde.

ASCOM da Policia Civil de Catolé do Rocha/PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário