quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Vigias de rua são presos pela policia civil por porte ilegal de arma na Maísa zona rural de Mossoró


Os vigilantes de rua, Clézio Bandeira de Freitas e Josivan Guedes de Oliveira, foram presos pelo crime de porte ilegal de arma de fogo, durante uma Operação da Delegacia de Furtos e Roubos (DEFUR), realizada nesta segunda feira 24 de outubro no Assentamento Maísa, na zona rural de Mossoró. 

Segundo o Delegado titular daquela especializada Dr. Luiz Fernando, Desde a semana passada que a equipe da Defur, vem realizando operações com o objetivo de apreender armas roubadas ou furtadas na região. 

Os dois homens presos na Maísa, trabalham como vigias de ruas durante a noite e segundo o bacharel Luiz Fernando, não têm autorização para portar armas de fogo. 

Eles foram encaminhados a sede da Delegacia de Furtos e Roubos, onde foram autuados por porte ilegal de arma de uso permitido e após pagar fianças arbitradas pelo delegado foram liberados, mas responderão processo na Justiça e se forem condenados poderão pegar até 4 anos de prisão. 

A duas armas apreendidas na Operação, segundo o delegado, serão encaminhadas ao Instituto Técnico e Científico de Perícia (ITEP) para exame de comparação balística com projéteis encontrados no corpo de Kauã Brito da Costa de 5 anos, assassinado durante emboscada armada para seu pai, no dia 04 de julho de 2015, no Assentamento Pomar próximo a Maísa. (Relembre o Caso) 

Até o presente momento o crime, que chocou os moradores do assentamento e de outros vizinhos, não foi elucidado.

Fim da Linha

Nenhum comentário:

Postar um comentário