quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

2016 é o ano mais violento da história do Rio Grande do Norte e novembro bateu todos os recordes, diz Obvio


É com pesar que o Observatório da Violência (OBVIO) informa: Em 23 de novembro de 2016, o Rio Grande do Norte ultrapassou o número de vítimas de violência letal intencional registrado no ano inteiro de 2014. 

Em 05 de novembro de 2016, o RN alcançou o mesmo número de vítimas de violência letal intencional registrado no ano inteiro de 2015 e 2016 é o ano mais violento da história do Rio Grande do Norte 

O quarto boletim do OBVIO – Observatório da Violência Letal Intencional do RN, Grupo de Pesquisa da Universidade Federal Rural do Semi-Àrido (UFERSA), cadastrado no CNPQ, com um Laboratório de Pesquisa com Núcleo na Universidade Potiguar (UnP), vem trazendo a triste marca anunciada há meses, de que 2016 se tornaria o ano mais violento da história do Rio Grande do Norte. 

Nosso otimismo tem se tornado uma empreitada de vontade e de realização oriunda de pessoas empenhadas na argumentação científica e na busca pela divulgação de pesquisas transparentes, que nos fez publicar a quarta edição de nosso mapa norte-rio-grandense da violência, o Observatório Potiguar 2016, com 112 páginas de análises criminais de complexidade e artigos voltados para a construção de uma segurança pública fundamenta em números críveis e acessíveis a todos. 

Nosso trabalho continua recebendo o reconhecimento nacional do Fórum Brasileiro de Segurança Pública, da Assembleia Legislativa, da Ordem dos Advogados do Brasil, de universidades públicas e privadas, afinal, todos queremos uma sociedade de paz. 

Queremos aqui registrar novamente nossos agradecimentos àqueles que publicamente manifestaram e manifestam seu apoio a cada novo boletim e cada relatório de final de semana que publicamos. Reiteramos ainda nosso compromisso de continuar esse trabalho com nossos parceiros, colaboradores, incentivadores, e para o povo do RN, a quem dedicamos nosso trabalho pro bono para retirar o vermelho sanguíneo de nosso solo e substituir pelo branco da paz com a qual todos sonhamos, mas nem todos se empenham por ela. 

OBVIO – Observatório da Violência do Rio Grande do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário