quarta-feira, 8 de fevereiro de 2017

Homem que saiu da zona rural em busca de trabalho em Mossoró é encontrado morto em matagal na região do Tranquilim


João Batista da Silva de 38 anos, morador do Assentamento Favela na zona rural de Mossoró, foi encontrado morto com o corpo em avançado estado de decomposição, em um matagal nas proximidades da antiga Favela do Tranquilim, região do Dom Jaime Câmara em Mossoró, região Oeste do RN. 

O corpo foi encontrado por um popular que passava no local e acionou a Central de Operações da PM. Um guarnição de Rádio Patrulha foi acionada e ao chegar no local se deparou com o corpo em putrefação. 

A equipe do ITEP e da Divisão de Homicídios realizaram os procedimentos de praxe no local e removeram o corpo para a sede do Instituto de Perícia onde será examinado para detecção da causa da morte. 

O perito criminal, reinildo Marcelino, disse que não é possível identificar no local, se a vítima foi assassinada ou não, somente após a necropsia é que se poderá ter um posição. 

No corpo havia algumas perfurações, mas segundo o perito, elas podem ter sido provacadas pela ação de animais ou vermes. 

Familiares acompanharam o trabalho dos peritos e reconheceram o corpo como sendo mesmo de João Batista da Silva. Segundo o tio dele, o rapaz veio do Assentamento Favelas, onde morava, há duas semana para procurar emprego em Mossoró e estava na casa de parentes. 

De acordo com o familiar, João Batista da Sailva, saiu da casa do tio na última quinta feira 02 de fevereiro para procurar trabalho e não mais retornou. 

O tio informou ao delegado da Divisão de Homicídios Dr. Rafael Arraes,que seu sobrinho não usava drogas, não tinha inimigos e não era envolvido com ações crimnosas. 

A DHPP vai aguardar o resultado da autopsia que será feita ainda hoje, no corpo de João Batista e se for comprovado assassinato, dará início as investigações.


Fim da Linha

Nenhum comentário:

Postar um comentário