segunda-feira, 13 de março de 2017

Número de assassinatos chega a 484 no Rio Grande do Norte em setenta dias


As últimas medidas de combate a violência tomadas pela Secretaria de Segurança Pública do Rio Grande do Norte não apresentaram as mudanças esperadas. Nos primeiros 70 dias do ano de 2017, 484 pessoas foram assassinadas enquanto num período de 90 dias no ano passado foram registrados 354 homicídios. Os dados são do Observatório da Violência Letal Intencional do Rio Grande do Norte (OBVIO)
De acordo com o estudioso Ivênio Hermes, esses números denunciam o fracasso dos planos governamentais que não se adequaram a uma realidade assustadora e crescente. "O Estado perdeu completamente o controle no combate aos CVLIs. De 2014 até o início deste ano não conseguimos constatar nenhuma medida eficaz para frear a locomotiva da morte que vem deixando um rastro de sangue em praticamente todas as cidades do Estado", disse.
Ainda segundo Ivênio, algumas dessas medidas estão ligadas diretamente ao melhoramento estrutural e humano das polícias, que sofrem com um problema antigo, a falta de efetivo. As promessas de novos concursos e aparelhamento desses agentes de segurança não aconteceram e o resultado não poderia ser outro, completa o estudioso.
O secretário de segurança pública do Estado, Caio César Marques Bezerra disse em entrevista a rádio 96 FM que vem tentando junto ao executivo acelerar os trâmites para anunciar o concurso público da Polícia Militar, que pode acontecer ainda em 2017. O dono da pasta da Sesed destacou a atuação da Polícia Civil na elucidação de alguns desses assassinatos, mas reconheceu que é melhor prevenir.

PORTAL BO

Nenhum comentário:

Postar um comentário