segunda-feira, 10 de abril de 2017

Mossoró=Ex-presidiário é morto a tiros ao parar em semáforo no Nova Betânia


Mais um crime de homicídio provocado por disparos de arma de fogo, o segundo do dia, é registrado em Mossoró cidade da região Oeste do Rio Grande do Norte. 

Desta vez o crime aconteceu em baixo de um semáforo localizado no cruzamento da Avenida Diocesa com a Rua João da Escóssia no bairro Nova Betânia, zona Oeste da cidade. 

Segundo o que apurou a Polícia Militar, a vítima Ranilton Inácio da Silva conhecido como "Juruna" de 35 anos de idade, morador da Rua Anatália de Melo Alves no bairro Paredões,trafegava com a esposa em seu veículo um Polo de cor preta, pela João da Escossia sentido centro, e quando parou no semáforo, dois indivíduos em uma moto se aproximaram do carro e o garupa efetuou vários tiros de pistola em sua direção. 

A esposa retirou o marido do banco do motorista e assumiu a direção do carro socorrendo Juruna para o Hospistal Regional Tarcísio Maia, mas o mesmo não resistiu e morreu ao dar entrada naquela unidade hospitalar. 

A testemunha chave do crime, disse, aos Policiais Militares que atenderam a ocorrência, que há possibilidade de seu marido ter sido vítima de um latrocínio, uma vez que após ser baleado, o atirador puxou o cordão de ouro que estava no pescoço dele e o levou. 

O corpo de Juruna, será removido do HRTM para a base do ITEP onde será necropsiado e depois liberado para sepultamento.

Segundo informações da Polícia Civil, Ranilton Início cumpriu pena na Penitenciária Mário Negócio acusado de um homicídio ocorrido no ano de 2007 contra a pessoa de David Oliveira Bezerra e no natal de 2016 ele recebeu indulto, tendo sua pena extinta.

Ranilton Início da Silva, foi a 68ª vítima da Violência letal intencional em Mossoró, neste ano de 2017. A Divisão de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), vai investigar o caso para esclarecer a família e a sociedade os verdadeiros motivos do crime.

Fim da Linha

Nenhum comentário:

Postar um comentário