terça-feira, 11 de abril de 2017

No RN, governo anuncia plano estratégico de segurança

Plano contempla 91 iniciativas para reformular e fortalecer os investimentos em todas as áreas da Segurança. Segundo o governo, 32 já estão sendo executadas.

Por G1 RN
Plano estratégico de segurança foi apresentado nesta segunda (10) (Foto: Ivanízio Ramos)

O Governo do Rio Grande do Norte anunciou na tarde desta segunda-feira (10) um plano estadual de segurança que prevê 91 iniciativas com o objetivo de reduzir a criminalidade. De acordo com o secretário de segurança Pública, Caio Bezerra, algumas já estão sendo implantadas como a compra de veículos. Segundo ele, o foco é combater o crime organizado que estaria por trás da onda de violência.

O anúncio foi feito no momento em que o Rio Grande do Norte registra o fim de semana mais violento do ano com 30 pessoas assassinadas. De acordo com o Observatório da Violência Letal Intencional (OBVIO), dos 30 homicídios registrados, 12 ocorreram em Natal; outros 4 foram registrados em Mossoró, na região Oeste, e 3 em Ceará-Mirim. A PM também registrou um assassinato em cada uma das seguintes cidades: Parnamirim, Apodi, Baraúna, Caicó, Caraúbas, Extremoz, Japi, Macaíba, Martins e Santa Cruz.

“Boa parte desses homicídios está relacionada à questão do tráfico de drogas. Não são todos os casos. Mas nós já temos aqui no estado estabelecida uma disputa entre grupos criminosos rivais e sabemos que facções é um fenômeno carcerário. O estado do Rio Grande do Norte está tomando medidas pra combater isso. Alcaçuz já se apresenta diferente com os presos separados, segregados em celas, as reformas já estão em andamento e essa é uma medida importantíssima pra reduzir essa violência”, disse Caio Bezerra.

Mortes
Um dos casos que mais chamou a atenção na capital foi a morte do motorista da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) José Wilson de Souza, de 59 anos. Na madrugada deste domingo (9), ele foi ao bairro de Ponta Negra para buscar a reitora da universidade e levá-la ao aeroporto. Antes, porém, acabou assassinado com quatro tiros.

Carro da UFRN, que é preto e descaracterizado, por ter sido confundido com um veículo da polícia, segundo a PM (Foto: José Anchieta de Freitas)

Aumento de casos
Os números do OBVIO também mostram um crescimento de 30,5% no número de homicídios no estado. Em 2016, segundo os dados do instituto, 518 pessoas haviam sido mortas entre janeiro e 10 de abril. Este ano, no mesmo período, pelo menos 676 pessoas já foram assassinadas, o que dá uma média de 6,8 mortes por dia.

Homicídios registrados de 1º de janeiro a 9 de abril no RN, segundo OBVIO (Foto: OBVIO)

O mês de abril, até o momento, aparece como o mais sangrento. Nos primeiros 9 dias do mês no ano passado, 40 pessoas haviam sido assassinadas. Agora, decorridos os mesmos 9 dias, o estado já soma 74 homicídios – o que representa um crescimento de 85%.

Por meio de sua assessoria de comunicação, a Secretaria de Segurança Pública disse que não vai comentar as estatísticas. Contudo, ressaltou que ainda nesta segunda-feira (10) será lançado um plano de combate à criminalidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário