segunda-feira, 29 de maio de 2017

Em Natal, Parque das Dunas suspende trilhas após PM encontrar acampamento de fugitivos no meio da mata

Durante operação na sexta (26), PM encontrou colchões e redes. Um fugitivo da Penitenciária de Parnamirim foi morto e outro recapturado; 73 ainda são procurados.

Por G1 RN
Polícia Militar encontrou redes e colchões na mata do Parque das Dunas, em Natal (Foto: Divulgação/CIPAM )

A direção do Parque das Dunas suspendeu os passeios pelas trilhas após a Companhia Independente de Proteção Ambiental encontrar um 'acampamento' de fugitivos da Penitenciária Estadual de Parnamirim no meio da mata. Na quinta (25), 88 presos escaparam da prisão por um túnel. Foi a maior debandada da história do sistema prisional potiguar.

O G1 tentou entrar em contato com o parque para saber se os passeios continuam suspensos, mas até a publicação dessa matéria não houve retorno.

Na sexta-feira (26), a PM recebeu denúncia anônima de que fugitivos da PEP estariam no meio da mata do Parque das Dunas. Ao chegar ao local, os policiais foram recebidos a tiros. Na mata a polícia encontrou colchões e redes. Um fugitivo foi morto e outro recapturado durante uma troca de tiros.

Cleison Bruno da Costa, o 'Bruno Detona', que por duas vezes conseguiu fugir da Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP), morreu na troca de tiros com a polícia. Ainda durante o confronto, os policiais conseguiram prender Luiz Sérgio Revoredo Júnior, que também foi identificado como fugitivo da PEP.

Outros quatro fugitivos de Parnamirim foram recapturados ainda na sexta em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. Assim, somando estes cinco recapturados com os nove detentos que já haviam sido pegos logo que houve a fuga, subiu para 14 o número de fugitivos da PEP que voltaram para a prisão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário