quinta-feira, 25 de maio de 2017

Polícia prende integrante do PCC investigado por três homicídios.


Policiais militares da cidade de Baraúna detiveram Antonio Lazaro de Oliveira, mais conhecido por "Toinho"18 anos, em atitude suspeita quando o mesmo estava no município, na noite desta terça-feira (23), durante uma abordagem policial. 
Após a detenção, ele foi conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Baraúna, onde foi verificado que o mesmo era investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Apodi, como sendo o autor de três homicídios e de duas tentativas de homicídio. 
Contra Antonio Lazaro, já havia um mandado de prisão expedido pela Vara Criminal de Apodi. Além dos homicídios, ele também é investigado por três roubos.
De acordo com as investigações, Antonio Lazaro que é integrante da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), é suspeito de estar envolvido com o cometimento de homicídios na região de Mossoró e Baraúna. 
Ele confessou na Polícia Civil que matou alguns homens de uma facção rival, pelo fato de estar sendo ameaçado por eles. 
“Duas tentativas de homicídios foram contra homens conhecidos como Adriano e Bigulão. Ele confessou na Polícia Civil que matou três homens. Dois deles, Antônio Cardoso da Silva Filho, conhecido como `Fifi da Carroça´ e Jackson Rayron da Costa, conhecido como´Pirata, foram mortos devido às ameaças que vinha fazendo contra Antonio Lazaro. 
Além das mortes motivadas por facção, Antonio Lazaro confessou que também matou Maikon Alissandro Fernandes Pompeu, conhecido por Nenen, porque o mesmo estava dando em cima de sua mulher”, detalhou o delegado Renato Oliveira, titular da Delegacia de Apodi.
Adriano confessou na Polícia Civil que os homicídios foram efetuados com ajuda de dois comparsas, um deles menor de idade o qual se encontra apreendido no CEDUC Mossoró, e outro como “Japa”, que também se encontra preso no presídio de Pau dos Ferros. 
Além dos homicídios e tentativas, Antonio Lazaro é suspeito de ter roubado um aparelho celular e duas motocicletas. Os veículos teriam sido roubados na cidades de Felipe Guerra e na comunidade de Juazeiro, Zona Rural de Apodi.

ASSECOM POLÍCIA CIVIL

Nenhum comentário:

Postar um comentário