quarta-feira, 7 de junho de 2017

Operação conjunta da DHPP, PRF e PM prende três suspeitos e apreende armas usadas em homicídios

Alex Xavier era um dos alvos no homicídio da 1º de Maio e foi baleado após trocar tiros com rivais.

Uma operação desencadeada no início da tarde desta terça feira 06 de junho, pela Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Polícia Rodoviária Federal (PRF) e o 12º Batalhão de Polícia Militar (12º BPM), na região da Vargem no Alto São Manoel, resultou na prisão de três suspeitos de envolvimento em ações criminosas e apreensão de três armas relacionadas com os ultimos homicídios naquela região. 

O delegado da DHPP, Dr. Rafael Arraes, convocou a imprensa na tarde de hoje, para apresentar o resultado da Operação, considerada por ele como exitosa, pois a partir da prisão de três suspeitos, é possível elucidar os dois últimos homicídios ocorridos na região da Vargem. 

De acordo com o titular da especializada, o primeiro a ser preso na operação foi Sandro Lourenço Costa, detido em casa na Rua Engenheiro Carlos Dumaresque,Alto São Manoel que estava de posse de um revolver calibre 38 sem cano e que segundo a autoridade policial, possivelmente foi usado no assassinato de Devid Medeiros da Silva, "Ceará do Pirrichil", morto no último domingo (04) na Vargem. 

Sandro relatou para o delegado da DHPP, que a arma foi achada por ele, na manhã de segunda feira (05) no local onde Ceará foi morto, mas que ele não tem nada a ver com o assassinato. 

outro preso durante a ação policial, Alex Xavier de Araújo de 20 anos, estava de posse de uma Escopeta calibre 12 de fabricação caseira e um revolver calibre 38 municiado. Ele disse ao delegado que era o alvo dos criminosos que mataram na noite de segunda feira (05), Marcos Paulo Saraiva que foi executado dentro de casa na Rua 1º de Maio na Vargem. 

Alex disse também que ainda chegou a trocar tiros com os rivais e que acabou sendo baleado, mas conseguiu fugir e sobreviver ao ataque. Alex Xavier disse ainda que Marcos Paulo morreu inocente, pois não tinha a ver com o caso, mas por ter corrido ao ver o carro se aproximar foi perseguido e morto. 

Um terceiro homem, que não teve o nome revelado, também foi preso, mas somente para averiguação, pois nada foi encontrado com o mesmo no momento da prisão. 

Sandro Lourenço foi autuado por posse ilegal de arma de fogo, pagou fiança arbitrada pelo delegado e depois liberado. Já Alex Xavier foi autuado por porte ilegal de arma de fogo e com agravante, uma das armas, a escopeta estava adulterada e como não teve direito a fiança, foi encaminhado à Cadeia Pública onde ficará a disposição da Justiça. 

O delegado Rafael Arraes, adiantou que com a prisão de Alex Xaviar, os dois últimos homicídio ocorridos naquela região estão praticamente elucidado, já que o mesmo repassou os nomes dos criminosos, envolvidos no homicídio de Marcos Paulo Sariva.


Escopeta 12 e o revolver 38 foram apreendidos em poider de Alex Xavier

Sandro Lourenço estava com um revolver sem cano e disse que havia achado a arma em via publica.

Fim da Linha

Nenhum comentário:

Postar um comentário