sábado, 15 de julho de 2017

Bombeiro suspeito de alugar casas para quadrilha que atacava carros-fortes se apresenta à polícia

Militar, que era procurado pela Polícia Civil, foi ao comando do Corpo de Bombeiros e, em seguida, levado para a Deicor, nesta sexta-feira (14).

Por G1RN

Fuzis foram encontrados em uma casa na praia de Búzios, no RN. Segundo a Polícia Civil, casa foi alugada pelo bombeiro. (Foto: Divulgação / PM)

Um soldado do Corpo de Bombeiros do Rio Grande do Norte, considerado suspeito de integrar uma quadrilha responsável por explosões de bancos e ataque a carros-fortes, se apresentou no final da tarde desta sexta-feira (14). De acordo com a Polícia Civil, o militar seria responsável por alugar duas casas para criminosos. Em uma delas, a PM encontrou um arsenal e material explosivo.

O soldado foi até o comando do Corpo de Bombeiros e, em seguida, conduzido para a Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado. Pela manhã, o delegado Odilon Teodósio, titular da Deicor, havia dito que: "Já está apurado e comprovado que o bombeiro locou dois imóveis e está sendo procurado em situação de flagrante”.

A reportagem tenta contato com o delegado, mas até esta publicação não foi atendida. Em um dos imóveis alugados pelo bombeiro, de acordo com a polícia, foram apreendidas armas de grosso calibre, como fuzis, espingardas e até mesmo granadas. A casa fica na praia de Búzios, em Nísia Floresta, litoral Sul potiguar.

A Polícia Civil confirmou que o local servia de base para a mesma quadrilha que tentou assaltar o carro forte em Nova Parnamirim nesta quinta-feira (13), que terminou com uma refém e um criminoso mortos. O grupo criminoso também teria participado do assalto ao carro-forte em São Pedro, na terça-feira (11).


Ainda segundo a Polícia Civil, uma outra célula da quadrilha também é investigada pelo roubo aos malotes do carro-forte no shopping Midway, que aconteceu no começo de junho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário