quarta-feira, 5 de julho de 2017

'História de horror', diz comandante de batalhão sobre assassinatos de PMs no RN

Emocionado, Major Correia Lima, do 9º Batalhão da PM, cobrou providências. Ele participou de enterro do soldado Noberto Câmara, morto nesta segunda (3) em Natal.

Por G1RN
Parentes e amigos se despedem de PM morto a tiros na Zona Oeste de Natal

"São 13 policiais mortos aqui no estado. É uma história de horror sem paralelo no mundo civilizado. O policial foi literalmente executado. O que é preciso fazer para que a gente consiga reverter esse quadro? Vamos enterrar mais um policial morto covardemente". A declaração é do comandante do 9º Batalhão da Polícia Militar no Rio Grande do Norte, major Correia Lima.

O comandante se emocionou durante o sepultamento do soldado Noberto de Souza Câmara, 39 anos, na manhã desta terça-feira (4), no cemitério do Alecrim, zona Leste de Natal.

Noberto era policial há sete anos e subordinado ao major Correia Lima no 9º BPM. Ele foi executado com nove tiros na tarde de segunda-feira (3) no bairro das Quintas, zona Oeste da capital.

Foi o 13º assassinato de agentes da segurança pública potiguar somente em 2017. De acordo com a Secretaria Estadual de Segurança Pública, em nenhum caso os militares estavam a serviço.
Noberto de Souza Câmara era lotado no 9º BPM (Foto: PM/Divulgação)

A esposa do Noberto passou mal durante o enterro e foi socorrida por familiares e amigos. Ele também deixou uma filha com quatro anos de idade.

Noberto foi morto por dois homens, ainda não identificados, com nove tiros. Um acertou a cabeça. Oito atingiram as costas do PM, que estava armado, mas não teve tempo de reação. Sua pistola continuou na cintura.

Segundo testemunhas, os executores fugiram em um táxi. As circunstâncias do crime ainda são investigadas pela Polícia Civil.
Major Correia Lima, do 9º BPM do RN se emocionou no enterro de policial assassinado em Natal (Foto: Inter TV Cabugi)

Nenhum comentário:

Postar um comentário