terça-feira, 25 de julho de 2017

Polícia investiga possível atuação de grupo de extermínio no Oeste do RN

Três assassinatos ocorridos na região podem ter relação com atividade do grupo. Vítimas são comerciante, ex-vereador e irmão de um vice-prefeito.

Por Rafael Barbosa, G1 RN
Francisco Duarte Filho, Laildo Morais e Gerrard Muller podem ter sido vítimas de um grupo de extermínio (Foto: Arquivo Pessoal)

A Polícia Civil investiga a atuação de um possível grupo de extermínio na região Oeste potiguar. A informação foi confirmada pelo delegado Paulo Nilo, que compõe uma comissão formada para apurar três assassinatos ocorridos nas cidades de Lucrécia e Frutuoso Gomes. Segundo Nilo, os crimes podem ter relação com a atividade do grupo.

As vítimas dos três casos são o comerciante Laildo Neco Morais; o irmão do vice-prefeito de Frutuoso Gomes, Gerrard Muller Carlos Tomaz, conhecido por Mila; e Francisco Duarte Filho, o Chico Duarte, que era ex-vereador e chefe do gabinete da Prefeitura de Lucrécia.

Ainda de acordo com o delegado Paulo Nilo, apesar de terem acontecido em diferentes ocasiões, os três crimes tiveram modus operandi semelhante e todos têm característica de execução. A portaria que criou a comissão para apurar os assassinatos foi publicada nesta terça-feira (25), no Diário Oficial do Estado. Além de Nilo, os delegados Rafael Arraes e Sandro Reges fazem parte da força-tarefa para desvendar os crimes.

Os homicídios
Laildo Morais foi assassinado em 3 de dezembro de 2016. O comerciante foi morto a tiros em uma churrascaria na cidade de Frutuoso Gomes. Segundo a polícia, a vítima estava na churrascaria quando dois homens em uma moto se aproximaram e efetuaram os disparos. Laildo era dono de supermercado e posto de combustível. De acordo com informações de amigos da família, o comerciante era bem relacionado, porém movimentava muito dinheiro e vinha sendo ameaçado de morte.

A morte de Gerrard Muller ocorreu em 22 de junho passado. Mila caminhava na praça da cidade, também em Frutuoso Gomes, quando dois homens se aproximaram e atiraram contra ele. A vítima morreu no local. Muller era irmão do Gerdson Carlos, o Bebé, vice-prefeito do município.

Chico Duarte morreu 18 dias depois, em 10 de julho. Segundo a Polícia Militar, Chico foi baleado em frente a uma loja que vende material de construção em Lucrécia. Ainda segundo a PM, um carro branco com três homens dentro estava estacionado próximo ao estabelecimento comercial. Após os disparos, os bandidos fugiram. Francisco Duarte Filho era chefe do Gabinete da Prefeitura de Lucrécia, e já havia sido vereador da cidade, presidente da Câmara Municipal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário