quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Criminoso morre em confronto com a Polícia Militar no Parque Universitário


Artur Costa Silva, 21 anos de idade, considerado pela polícia como um criminoso de alta periculosidade, com envolvimento em homicídios e assaltos, morreu durante um confronto com policiais militares no início da noite desta quarta feira 30 de agosto de 2017, no Parque Universitário em Mossoró no Rio Grande do Norte. 

Segundo a PM, uma guanição do 12º BPM, realizava patrulhamento de rotina naquela região, quando se deparou com um indivíduo em atitude suspeita e quando os policiais se aproximaram para abordá-lo, foram recebidos a bala. 

O sargento Antônio Carlos Moura que estava na guarnição foi atingido com um tiro na altura do peito e só não se feriu porque a bala não conseguiu atravessar o colete.

A guarnição pediu apoio ao COPOM que de imediato enviou a ROCAM e O GTO e quando as equipes chegaram no local se confrontaram com o criminoso, que acabou sendo baleado e socorrido pelos próprios policiais para o Hospital Tarcísio Maia, mas não resistiu e morreu ao dar entrada na unidade hospitalar. 

Os policiais apreenderam com o criminoso, um revolver calibre 38 com seis munições, duas delas deflagradas, um tablete de maconha pesando aproximadamente 800 gramas e um documento de identidade falsificada em nome de Gabriel Humberto Carvalho de Souza. O material foi apresentado na Delegacia de Plantão da Polícia Civil. 

Ainda de acordo com a Polícia Militar, Artur Costa Silva, era fugitivo do sistema prisional do RN e responsável por vários arrastões ocorridos nos últimos dias em Mossoró. 

O corpo de Artur foi levado da sala de pequenas cirurgias para o necrotério do HRTM e será removido para a sede do ITEP onde será necropsiado e depois liberado para que a familia providencie o enterro.

Artur usava documento de identidade falso em nome de Gabriel Humberto Carvalho de Souza

Seta indica furo no colete do policial atingido por um tiro
Fim da Linha

Nenhum comentário:

Postar um comentário