quarta-feira, 27 de setembro de 2017

Suspeito de assalto que vitimou mulher de vereador no interior do RN é morto ao trocar tiros com a PM


Policiais militares do 8º Batalhão trocaram tiros com assaltantes na zona rural de Serrinha, na região Agreste potiguar. Foi no final da madrugada desta terça (26). Um dos criminosos foi baleado e morreu. Segundo a PM, Diego Juvêncio de Oliveira, de 24 anos, mais conhecido como ‘Neguinho de Pium’, tinha mandado de prisão em aberto e era suspeito de ter participado do roubo que vitimou a mulher de um vereador da cidade de Passagem, crime ocorrido no dia 26 de agosto em uma granja no município de Brejinho. Francineide Nicolau dos Santos tinha 36 anos.
“Com Diego foram apreendidos uma espingarda, um revólver, munições e um aparelho celular”, informou o tenente-coronel Eduardo Franco, assessor de comunicação da Polícia Militar. “O suspeito ainda foi socorrido ao hospital, mas não resistiu”, acrescentou.
No relatório que os policiais que participaram do confronto fizeram, eles contam que foram à zona rural de Serrinha após receberem informações da presença de Diego em um colégio abandonado. Lá, o assaltante estaria se escondendo juntamente com um segundo homem, ainda não identificado.
“Diante da necessidade de dar cumprimento ao mandado de prisão expedido pela Comarca de Monte Alegre em desfavor de Diego Juvêncio de Oliveira, suspeito de vários assaltos ocorridos na cidade de Brejinho, como também envolvimento no latrocínio que vitimou a esposa de um vereador, as equipes de policias se deslocaram até o município de Serrinha, e ao fazerem a incursão no local indicado foram recebidos a tiros pelos dois elementos, sendo revidada a injusta agressão, havendo um elemento não identificado se evadido pelo mato enquanto Neguinho de Pium foi atingido e socorrido, falecendo no hospital regional da cidade de Santo Antônio”, relataram os PMs.
No dia 14 de setembro, durante uma operação denominada Agreste Seguro, policiais civis e militares prenderam seis pessoas – entre elas Maicon Nascimento Costa, principal suspeito de ter atirado em Francineide. Armas e drogas também foram apreendidas.
O roubo que vitimou Francineide aconteceu por volta das 19h30 do dia 26 de agosto. De acordo com a Polícia Militar, a família dela estava no alpendre da casa principal do sítio, distante cerca de cinco quilômetros da zona urbana de Brejinho. Eles foram receber um pagamento pelo fornecimento de mandioca para a casa de farinha da propriedade.
A pé, três homens saíram de um matagal anunciando o assalto, armados com revólveres e uma arma longa. O dono da casa entrou correndo e os criminosos efetuaram três disparos. Um dos tiros atingiu Francineide. O marido dela, o vereador Arlindo Francisco de Lima, e duas filhas do casal se jogaram no chão durante os disparos.
Os ladrões fizeram um arrastão, levando dinheiro, aparelhos de celular, uma televisão, entre outros objetos. Após a fuga dos bandidos, o vereador ainda tentou socorrer a mulher ao hospital, mas ela não resistiu ao ferimento.

G1/RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário