quinta-feira, 9 de novembro de 2017

Após tiroteio com assaltantes, PRF recupera carro roubado na Grande Natal

Suspeitos conseguiram fugir pelo matagal próximo à BR-101, em Parnamirim. Caso aconteceu na noite desta terça-feira (7).

Por G1RN
Carro usado por assaltantes tinha sido roubado cerca de uma hora antes (Foto: Divulgação/PRF)

Após uma troca de tiros com suspeitos de assaltos, a Policia Rodoviária Federal recuperou um carro roubado no final da noite de ontem (7), em Parnamirim, na região metropolitana de Natal. Os criminosos conseguiram fugir, mas deixaram para trás objetos, entre eles um celular, que serão usados na investigação do caso.

Um veículo Peugeot foi tomado de assalto no conjunto Parque Industrial, em Parnamirim. Segundo a PRF, o dono do carro saía de um estabelecimento comercial, quando foi abordado por dois homens e uma mulher, todos com idade variando entre 20 e 25 anos. Um dos homens, armado, anunciou o assalto. Os trio entrou no carro e saiu com destino a Natal.

Uma hora após o crime, a central da PRF recebeu a informação de ocupantes de um Peugeot de cor vermelha tentaram tomar outro veículo em um assalto nas proximidades do Vila Folia, na BR 101. Eles teriam inclusive trocado tiros com o motorista do outro carro, que reagiu à tentativa de assalto.

Uma equipe da PRF se deparou com o Peugeot vermelho, no km 306 da BR 304, nas proximidades do viaduto Trampolim da Vitória, em Parnamirim. "Ao tentar abordá-los, os policiais foram surpreendidos pelos suspeitos, que já saíram do veículo atirando, tendo a equipe promovido disparos para garantir a segurança e tentar cercear a injusta agressão", informou a corporação.

Os policiais viram apenas dois indivíduos saindo do veículo e fugindo pelo matagal. Equipes da PRF com apoio da PM fizeram buscas no local, mas não encontraram nenhum suspeito.

No interior do veículo foram deixados um aparelho celular, um par de sandálias para pessoas com deficiência física e um boné. No celular, foram encontrados ainda dados que podem levar à identificação dos criminosos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário