sábado, 23 de setembro de 2017

Homem é morto a tiros em Casa de Jogo na cidade de Governador Dix-Sept Rosado, RN

“SANDOVAL”, RESIDIA NO SÍTIO ARAPUÁ, MUNICÍPIO DE FELIPE GUERRA E TODOS OS DIAS VINHA FAZER “JOGO DO BICHO” NO CENTRO DA CIDADE DE GOVERNADOR DIX-SEPT ROSADO.

Vítima

Um homem foi assassinado a tiros em uma casa de jogos no início da tarde deste sábado (23), em Governador Dix-Sept Rosado, na região Oeste do Estado do Rio Grande do Norte. De acordo com informações, foram mais de 12 disparos contra a vítima. 

Segundo a PM, a vítima identificado apenas por “Sandoval Jose”, residia no sítio Arapuá, município de Felipe guerra, ele trabalhava como Cambista de jogo e todos os dias vinha fazer “Jogo do Bicho” no centro da cidade, próximo ao Mercado Público e voltava a tarde para casa. 

Hoje quando ele estava na casa de jogo, dois indivíduos chegaram em uma moto com capacete, um entrou já atirando contra a vítima, aproximadamente cinco tiros no rosto, no impulso, ele ainda correu para fora indo a cair no meio da Rua, onde os atiradores efetuaram mais disparos, de acordo com informações, ao todo, foram aproximadamente 12 tiros. 

Quando a PM chegou ao local, a vítima já estava morta. A Polícia disse que ninguém foi preso e não há pistas dos suspeitos. As causas do homicídio também não foram informadas. 

Icém Caraúbas

Seis são mortos em chacina na Grande Natal; 'Estrago grande', diz delegado

Matança aconteceu na noite desta sexta-feira (22) durante uma bebedeira na comunidade de Santa Maria, em Extremoz. Ninguém foi preso.

Por Anderson Barbosa, G1RN
Foto foi tirada por uma das vítimas pouco antes de os assassinos chegarem (Foto: Divulgação/PM)

Seis jovens foram executados a tiros na noite desta sexta-feira (22) dentro de uma casa na comunidade de Santa Maria, em Extremoz, município da Grande Natal. Eles faziam uma pequena confraternização e bebiam quando foram rendidos pelos assassinos. Um deles ainda foi socorrido, mas chegou morto ao hospital. Ninguém foi preso.

Segundo o delegado Luciano Chaves, que coordena uma das equipes da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o crime aconteceu por volta das 21h. Ao G1, ele contou que pelo menos 10 homens com armas de grosso calibre participaram da matança. No local, também foram encontradas capsulas de pistola.

Até o momento, três mortos foram identificados. São eles: Eribelton Avelino, de 23 anos; Geovane da Silva, de 20; e Fernando Gomes Teixeira, também de 20 anos. Os demais permanecem no Instituto Técnico-Científico de Perícia (Itep), em Natal, a espera de identificação.

Antes de os criminosos invadirem a casa, os jovens chegaram a fazer uma foto registrando a confraternização. A imagem estava no celular de um deles. "Os criminosos chegaram à residência em dois ou três carros. Lá, ordenaram que os rapazes deitassem no chão e atiraram. O estrago foi grande", acrescentou.

Ainda de acordo com Luciano, ainda não é possível afirmar o que motivou a chacina, mas a polícia investiga a possibilidade de os jovens estarem envolvidos com facções criminosas e consequentemente com o tráfico de drogas.

A PM foi chamada ao local pouco após os disparos e ainda fez buscas pela região, mas não encontrou nenhum suspeito.

SÁBADO DO AÇOUGUE QUEIROZ APODI

Caraúbas=Homem é morto a tiros enquanto pilotava motocicleta.

COM A MORTE DE ÍCARO CEZAR FELÍCIO, "MAGÃO", CARAÚBAS REGISTRA 9º MORTE DE FORMA VIOLENTA ESTE ANO 


Um homem de 30 anos foi assassinado a tiros na noite desta sexta-feira (22), enquanto trafegava em uma motocicleta na Rua Ubaldo Fernandes, no Bairro Leandro Bezerra, em Caraúbas, no Oeste do Rio Grande do Norte. De acordo com informações da Polícia Militar (PM), a vítima foi atingida por vários disparos de arma de fogo.

Conforme informações repassadas por populares, a vítima identificada como Ícaro Cezar Felício, de 30 anos, conhecido como "Magão" transitava em uma motocicleta pela via quando os suspeitos se aproximaram em outra motocicleta e o garupa efetuou os disparos e fugiram em seguida. 

A Polícia Militar foi acionada e isolou o local e aguarda a chegada da equipe do Instituto Técnico-Científico de Perícia – ITEP. A perícia técnica irá realizar os trabalhos que devem auxiliar na investigação do crime. O corpo vai ser removido para a sede do órgão em Mossoró.

O crime vai ser registrado na Delegacia Regional de Polícia Civil de Patu e o homicídio será investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Caraúbas, com o intuito de descobrir as causas do assassinato.


Icém Caraúbas

Suspeitos morrem em confronto com a PM durante operação na Grande Natal

Ação aconteceu nesta sexta-feira (22), em São Gonçalo do Amarante.

Por G1RN

Três homens morreram e um outro foi preso durante uma operação realizada nesta sexta-feira (22) pela Polícia Militar em São Gonçalo do Amarante, na Grande Natal. A informação foi confirmada pelo comandante do Policiamento Metropolitano, coronel Zacarias Mendonça.

Segundo o oficial, a ação aconteceu na comunidade de Olho D'água dos Carrilhos, onde houve uma troca de tiros e os suspeitos foram atingidos. A polícia ainda está reunindo as informações sobre a operação.

Operação Marco Zero prende nove pessoas envolvidas em roubos à instituições bancárias

"Marco Zero" alusão à cidade de Touros, onde ocorreram os primeiros roubos à instituições bancárias.




A Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) deflagrou, nesta sexta-feira (22), a Operação “Marco Zero”, a qual resultou na prisão de nove pessoas integrantes de uma organização criminosa especializada em roubo a bancos, além da apreensão de armamento e drogas.

O nome da operação faz alusão à cidade de Touros, onde ocorreram os primeiros roubos à instituições bancárias, realizados pela associação criminosa presa, tendo como objetivo o seu desarticulamento.

Segundo investigações, o grupo atuava de forma integrada e planejada, utilizando material explosivo, forte armamento, e veículos clonados, atuando nos estados do Rio Grande do Norte, Alagoas e Paraíba.

Durante o cumprimento dos mandados de prisão, a polícia apreendeu na residência de Valdênio, uma pistola, crack, maconha, além de um veículo clonado, e na casa de Manuel Messias, um fuzil, dinheiro, celulares, e uma identidade falsa.

Durante confronto com policiais, Manuel foi atingido e ferido, sendo encaminhado ao hospital.

Foram presos na Operação “Marco Zero”:

Ana Célia Rocha dos Santos, 34 anos;
André Marques de Albuquerque, vulgo “André Cabeça”, 36 anos;
Arthur Kennedy Martins, 35 anos;
John Breno Rosendro da Silva;
Manuel Messias de Araújo, vulgo “Vaca”; 
Paulo Alan Neves Souza dos Santos, 22 anos;
Suenio Mafra Bassani Vale, 33 anos;
Waldenio de Lima, 35 anos;
Wanderval Targino da Silva, 45 anos.

No total, foram sete roubos ocorridos desde o mês de abril deste ano até este mês de setembro, sendo o primeiro roubo da organização ocorrido no dia 05 de abril, na cidade de João Câmara (RN); o segundo foi realizado no dia 04 de maio em Sítio Novo (RN); o terceiro roubo ocorreu no dia 01 de junho em São Miguel (RN); o quarto roubo foi cometido no dia 09 de junho na cidade de Goianinha (RN); uma tentativa de roubo teria sido cometida no dia 30 de junho em Canguaretama (RN); o quinto roubo foi praticado no dia 03 de julho no município de Novo Lino (AL); o sexto roubo foi realizado no dia 29 de julho no município de Belém (PB); e o sétimo e último roubo teria ocorrido no dia 19 de setembro no município de Campina Grande (PB).

No dia 29 de julho deste ano, policiais civis da Deicor apreenderam um vasto material, entre armas e material para explosão, em uma residência localizada em São José de Mipibu. O material pertencia à quadrilha para o cometimento de roubos à instituições bancárias. Durante a operação, também foram apreendidos, na residência de John Breno, diversos mapas com informações as quais indicavam as cidades que seriam alvos, a distância entre cada uma delas, e o reforço policial que cada uma continha. A Operação “Marco Zero” iniciou no dia 03 de abril deste ano, após os roubos que ocorreram no município de Touros, revelando, durante as investigações, uma associação criminosa que atuava de forma organizada e planejada, atribuindo funções diferenciadas a cada integrante do grupo, tendo, entre eles, Manuel como líder, que utilizava de armas violentas nos roubos, e contra os policiais.

Investigações apontam que Suênio atuou como olheiro em Coronel Ezequiel, e era responsável por jogar os grampos para atrapalhar a perseguição da polícia, sendo investigado também pela Polícia Federal. Entre os nove integrantes, três eram responsáveis por providenciar, clonar e adulterar os veículos a serem utilizados durante os roubos, sendo eles Arthur, que fazia a ocultação e adulteração de carros, o John Breno, que roubava carros e também fazia planejamento dos roubos das cidades selecionadas, analisando a distância entre elas e o quantitativo de reforço policial de cada uma, além de ser “sócio” de Arthur, e Alan, que fazia a adulteração das placas dos veículos roubados. Através de André, o grupo criminoso conseguia as armas de fogo, que também eram consertadas por ele. Em um dos crimes, Valdênio teria realizado uma negociação de um veículo para o cometimento do roubo, sendo ele traficante na comunidade de Felipe Camarão, tendo como companheira, Ana Célia, também integrante da organização criminosa.

Em coletiva de imprensa realizada nesta sexta-feira (22), na Academia de Polícia Civil (Acadepol), o delegado da Deicor, Marcuse Cabral, detalhou que a quadrilha foi monitorada durante todos os seis meses de investigações, as quais revelaram que havia ramificações desse grupo em outros estados, entre esses a Paraíba e Alagoas, locais onde também ocorreram roubos. “A partir dos primeiros roubos à instituição bancária em Touros, onde a quadrilha teria subtraído R$ 700.000 reais do Banco do Brasil, mediante explosivos, iniciamos um processo de monitoramento desse grupo criminoso”. Através desse trabalho, apreendemos, no dia 29 de julho deste ano, um vasto material de armamento e explosivos desse grupo. Essa organização era especializada em roubar bancos, e altamente planejada para tal fim, distribuindo atribuições diversas a seus integrantes com o fim de facilitar o cometimento dos crimes.

O grupo todo era organizado entre líder, pessoas que faziam a ‘linha de frente’ para a explosão dos bancos, armeiros, olheiros, responsáveis por providenciar e adulterar carros roubados, planejadores da logística crimes, e rota de fugas, ou seja, havia uma divisão racional de trabalho e de tarefas, o que fazia da quadrilha uma verdadeira organização criminosa”, detalha o delegado da Deicor, Marcuse Cabral.

O delegado geral da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, Correia Júnior, destaca o intenso trabalho realizado pela Deicor no último trimestre, o qual resultou em uma diminuição considerável na ocorrência de roubos a instituições bancárias no estado. “Houve uma diminuição em relação a esse último trimestre, através das investigações feitas pela Deicor, que hoje, deflagrou essa operação tão importante para o nosso estado. Nós, da Polícia Civil, estávamos bastante preocupados com a ocorrência desse tipo de crime no estado, pois a população também é vitimizada ao ficar impossibilitada de realizar as suas transações bancárias. Esperamos que os responsáveis por esses crimes que foram presos nos últimos meses, sejam condenados e fiquem atrás das grades”, afirma o delegado geral da Polícia Civil, Correia Júnior.

Segundo o delegado da Deicor, Odilon Teodósio, as investigações prosseguirão a fim de identificar e prender os demais integrantes de quadrilhas que cometeram roubo à instituições bancárias. “Durante as nossas investigações, colhemos diversas provas que serão também emprestadas à Polícia Federal. Além dessa associação criminosa, existem outras células que participaram desse tipo de ocorrência que estão sendo investigadas, sendo geralmente interligadas. Existem outros mandados de prisão que vamos cumprir isso é só uma questão de tempo para que a Deicor prenda todos os integrantes de roubo a bancos”, reafirma o delegado da Deicor, Odilon Teodósio.

Confira imagens da Operação Marco Zero através do link: youtu.be/-w-Rx_YD8Y0

O Câmera

ACUSADO DE TRÁFICO DE DROGAS MORRE EM CONFRONTO COM A PM EM EQUADOR/RN



POR VOLTA DAS 16 HORAS DESSA SEXTA-FEIRA, 22/09, POLICIAIS MILITARES DA CIDADE DE EQUADOR FORAM ACIONADOS PARA ATENDER UMA OCORRÊNCIA DE VIOLÊNCIA DOMÉSTICA ONDE UMA MULHER DISSE TER SIDO ESPANCADA E TEVE UMA ARMA APONTADA PARA SUA CABEÇA POR UM INDIVIDUO CONHECIDO COMO SULA.
A GUARNIÇÃO SE DESLOCOU AO LOCAL E NA RESIDÊNCIA DO SUSPEITO DESCOBRIU QUE LÁ FUNCIONAVA UMA BOCA FUMO. O ACUSADO AO AVISTAR A VIATURA EFETUOU VÁRIOS DISPAROS E TENTOU FUGIR ENTRANDO NA MATA. OUVE REVIDE POR PARTE DOS POLICIAIS E SULA FOI ATINGIDO. O MESMO CHEGOU A SER SOCORRIDO, MAS VEIO A ÓBITO AO DÁ ENTRADA NO HOSPITAL.
DENTRO DA RESIDÊNCIA FOI APRENDIDO DROGA, DINHEIRO FRACIONADO, EMBALAGENS, GILETES (GERALMENTE USADO PARA CORTAR DROGA), A PLACA DE UMA MOTO, ALÉM DE UM REVÓLVER CALIBRE 38 COM 04 MUNIÇÕES INTACTAS E OUTRAS 03 DEFLAGRADAS QUE ESTAVA COM O SUSPEITO.
NENHUM DOS POLICIAIS FOI ATINGIDO NA AÇÃO.

J. Junior PM Currais Novos

Foragido do RN preso em Caruaru diz que matou mais de 100 na rebelião de Alcaçuz


A Polícia Civil de Pernambuco prendeu nesta terça-feira (19), um fugitivo do sistema prisional do Rio Grande do Norte de alta periculosidade.

Jefferson Santos da Silva, 22 anos, estava foragido da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, e responde a vários crimes como latrocínio, homicídio e porte ilegal de arma, inclusive, no município de Mossoró.

O foragido foi detido por suspeita de participação num tiroteio em Caruaru, região Agreste pernambucano. O crime aconteceu no sábado (16).

Na ação, o jornalista Alexandre Farias, da Asa Branca TV, afiliada da Rede Globo, foi ferido na cabeça por uma bala perdida.

Na segunda (18), a polícia localizou o grupo no Sítio Maniçoba, zona rural de Caruaru, após denúncias de populares. Durante a ação, Vagner Santos Figueiredo, 30, Vitor Luiz Bezerra da Silva, 20, e José Raniere de Oliveira Simão, 32, foram presos. Igor Alves do Nascimento, 34, acabou morto na troca de tiros. Todos são fugitivos ou presos do semi-aberto do RN.

Jefferson é apontado pela PCPE como o mais agressivo da quadrilha. Segundo a Polícia, dois dos cinco integram a facção Primeiro Comando da Capital (PCC).

“Ele responde por homicídio, latrocínio e porte ilegal de arma. Ele menciona que faz parte do PCC e que, na rebelião do início deste ano (em Alcaçuz), junto com os demais, matou mais de 100 pessoas”, detalhou o chefe da Polícia Civil de Caruaru, Joselito Kehrle.

O massacre de Alcaçuz, como ficou conhecido o episódio, aconteceu em janeiro deste ano e vitimou, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado, 26 presos.

Com Jefferson foram apreendias duas armas, uma teria sido roubada de um policial do Rio Grande do Norte. Além de vários pertences roubados.

“Dada a vasta ficha criminal, a nossa sugestão é de que sejam retirados daqui e colocados em um presídio de segurança máxima”, informou Kehrle.

No ano passado, Jefferson foi preso pelo latrocínio contra o professor universitário Diogo Rosembergh da Silva Nóbrega, 26 anos, em Extremoz. Ele confessou o crime.

Os três homens presos na segunda passaram por audiência de custódia na terça e foram encaminhados para a Penitenciária de Caruaru. Outras duas pessoas foram detidas acusadas de envolvimento com o grupo.

Jornalista baleado em Caruaru, PE

No início da noite desta quinta-feira (21) foi divulgado o novo boletim médico com o estado de saúde de Alexandre Farias.

Uma nova tomografia do crânio foi realizada e apontou “melhoras no edema cerebral, sem evidências de áreas isquêmicas, herniações, novos sangramentos e/ou lesões cerebrais secundárias”.

O apresentador está internado desde o sábado (16) quando foi vítima de bala perdida no Alto do Moura, em Caruaru, Agreste de Pernambuco. Ainda segundo o boletim, Alexandre Farias está evoluindo dentro de esperado ao processo de retirada da sedação.

Mossoró Hoje

Laudo que deveria ficar pronto em 10 dias atrasa 5 meses e juiz do RN manda soltar presa

Sem exame toxicológico para comprovar ilegalidade de substância, juiz da 9ª Vara Criminal de Natal determinou soltura de acusada de tráfico de drogas. 'Lastimável', disse magistrado.

Por Anderson Barbosa, G1RN
Sede do Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte, em Natal (Foto: Divulgação/Itep)

A demora do Instituto Técnico-Científico de Perícia do Rio Grande do Norte (Itep/RN) em apresentar laudos exigidos pela Justiça, levou um juiz a tomar uma decisão inédita na 9ª Vara Criminal de Natal: soltar uma mulher que foi presa em flagrante por tráfico de drogas. É que, sem o exame toxicológico que comprovasse se a substância apreendida era mesmo ilegal, não restou alternativa ao magistrado senão determinar a soltura da acusada. O laudo, que tem prazo legal de 10 dias para ser concluído, levou 5 meses para chegar ao juiz.

O G1 teve acesso ao resultado da audiência na qual o juiz Kennedi de Oliveira Braga mandou soltar Elioneide Damasceno Silva. Presa em abril, ela ficou encarcerada no Centro de Detenção Provisória Feminino de Parnamirim até o dia 31 de agosto, quando saiu a ordem para que ela fosse liberada.


Durante audiência, juiz destacou que a ordem para a soltura da presa foi dada porque o Itep não entregou os laudos quando deveria (Foto: Reprodução/G1)

Na decisão que mandou soltar Elioneide, o juiz escreveu: “É lastimável a situação de irresponsabilidade administrativa que se deve debitar a um órgão público. O Itep, à revelia do cumprimento das suas finalidades, vem obstando o cumprimento da lei no sentido de impedir a ultimação dos processos, por sonegar o envio dos laudos periciais, fazendo com isto elastecer a prisão de pessoas que se encontram com seus direitos desatendidos, em razão de não ter sua situação definida por culpa única e exclusiva do Itep”.

E complementou: “No caso presente, a ré confessa, presa pelo crime de tráfico de entorpecentes terá o benefício da sua liberdade em razão do órgão pericial não ter encaminhado, até esta data, o laudo de exame químico toxicológico, laudo este que deveria já se encontrar nos autos desde abril de 2017. Diante disto, acolho o parecer ministerial e defiro a liberdade provisória da acusada”.

Além de mandar soltar a presa, o juiz ainda ameaçou punir o diretor-geral do Itep com multa pessoal (Foto: Reprodução/G1)

Multa e inquérito policial

Além de mandar soltar a presa, o juiz ainda ameaçou punir o diretor-geral do Itep, o médico Marcos Brandão. Em ofício enviado ao órgão no dia 4 deste mês, Kennedi deu prazo de cinco dias para que ele remetesse todos os laudos periciais requisitados pela 9ª Vara Criminal de Natal, em especial os relativos a exames toxicológicos e balísticos, sob pena de multa pessoal no valor de três salários mínimos, instauração de inquérito policial, além de cientificação do Ministério Público para ingresso de Ação de Improbidade Administrativa.

De acordo com a legislação, no momento em que é feito o flagrante de drogas, a polícia técnica realiza um teste preliminar para constatar a propriedade ilícita. Em caso de resultado positivo, a prisão em flagrante é mantida. Depois disso, o órgão responsável pelas perícias criminais, que no caso do RN é o Itep, tem 10 dias para apresentar um laudo definitivo no qual se aponta a quantidade da droga e que tipo de substância entorpecente foi apreendida.

Para os casos de apreensão de armas de fogo, cujo prazo de conclusão dos laudos também é de 10 dias, são realizados laudos balísticos. As perícias atestam se a pessoa acusada fez uso de uma arma de fogo, por exemplo, e ainda são capazes de confirmar se certa munição partiu ou não de determinada arma, o que evidencia a autoria de um assassinato.

'Desleixo'

As críticas ao Itep, feitas pelo juiz Kennedi Braga no dia 1º de agosto, não foram as primeiras. No dia 27 de julho, também durante uma audiência na 9ª Vara Criminal de Natal, o magistrado já havia demonstrado insatisfação com os serviços prestados pelo órgão quando tratou do caso de um preso chamado Weverton Melo dos Santos, então custodiado na Cadeia Pública de Natal.

Ao decidir o futuro do denunciado, “diante da ausência dos laudos químico toxicológico e de balística”, o juiz foi enfático ao afirma que “é impossível cumprir com a função jurisdicional, quando a seara administrativa, por má administração, é recalcitrante no cumprimento das requisições que são fundamentais para o deslinde do processo. O Itep/RN, órgão responsável pela confecção dos laudos periciais, tem impedido que réus, presos, tenham a ultimação dos seus processos, uma vez que, sem o encerramento das instruções, permanecem encarcerados no aguardo da boa vontade do referido órgão”.

Além dos requerimentos enviados ao Itep pelo próprio magistrado, e dos pedidos feitos pela polícia, Kennedi destaca ainda que a 9ª Vara Criminal envia, “continuadamente”, e-mail, fax e faz telefonemas “durante todo o processamento do feito”, cobrando a remessa dos laudos periciais para os processos, quando julgados, estejam com todos os elementos necessários ao encerramento do feito.

“Portanto, diante do desleixo do referido órgão, que ano após ano, apenas com espeque nas injustificadas justificativas de falta de funcionários, equipamentos e etc, desdora a função pública e mergulha na incompetência e irresponsabilidade, causando danos irreparáveis à sociedade – já que na maior parte das vezes traficantes ganham a rua com a condescendência do Itep – determino à Secretaria que oficie ao diretor do Itep/RN, Marcos Guimarães Brandão, para que no prazo de cinco dias, sob pena de multa pessoal diária, instauração de inquérito policial e ação de improbidade administrativa, remeta todos os laudos periciais requisitados pela 9ª Vara Criminal, mormentes os relativos aos toxicológicos e balísticos, possibilitando, assim, os julgamentos dos processos que dormitam, por desídia do ITEP/RN, nos escaninhos desta Vara”.

No caso do preso Weverton, o juiz não mandou soltá-lo porque acatou pedido do Ministério Público, que alegou que ainda se encontravam presentes requisitos fundamentos que determinaram a prisão cautelar preventiva do denunciado.

Por fim, no último dia 22, já com os laudos devidamente entregues, o juiz condenou o acusado a 5 anos, 2 meses e mais 917 dias-multa em regime aberto pelos crimes de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo.

Já no caso de Elioneide, o Itep só apresentou os laudos toxicológicos no dia 12 deste mês, ou seja, quase cinco meses depois do prazo legal. O resultado não foi divulgado. Porém, de acordo com a secretaria da 9ª Vara Criminal de Natal, a defesa da acusada ainda está dentro do prazo para a apresentação das alegações finais. E, somente após a apreciação do juiz, é que o destino dela será decidido. Até lá, Elioneide continua livre.

Grupo de WhatsApp

Sobre a demora na confecção e envio dos laudos periciais à Justiça, o diretor-geral do Itep, Marcos Brandão, admitiu que existem falhas. Contudo, garantiu que vem tomando providências para que demoras não voltem a ocorrer. “Criamos um grupo de WhatsApp no qual participamos nós, o Itep, e a secretaria da 9ª Vara Criminal. Quando uma audiência é marcada, recebemos os pedidos dos laudos que precisam ser apresentados na audiência e prontamente atendemos”, disse ele.

Ainda de acordo com Brandão, além da 9ª Vara Criminal de Natal, a promotoria criminal de Parnamirim, na região Metropolitana da capital potiguar, também utiliza a ferramenta.

sexta-feira, 22 de setembro de 2017

Apodi=Policia Militar intensifica trabalho preventivo na zona urbana e rural do município.


 

 
 

Preocupado com a segurança da população Apodiense, o Cap. Júlio César, comandante da companhia de Policia Militar de Apodi, determinou que fosse intensificado o trabalho de prevenção a crimes na zona urbana e rural da cidade através de patrulhamentos intensivos e abordagens a pessoas e veículos. 

Foram realizadas várias blitz itinerante onde foram realizadas abordagens em diversos pontos da cidade, como também na Zona Rural do município. 

“Esse trabalho tem como objetivo coibir qualquer tipo de ilícito, e assim garantir a paz e a ordem no município, trazendo uma maior sensação de segurança para a população. Queremos que a população de Apodi sinta-se segura”, frisou o Capitão Júlio César.

Dupla é presa no Redenção, pela Divpoe com carro roubado, droga e arma de fogo


Policiais Civis da Divisão de Polícia do Oeste (Divpoe) com apoio da Delegacia de Furtos e Roubos (Defur), prenderam na tarde desta quinta feira 21 de setembro, dois homens pela prática de roubo e tráfico de droga. 

Os agentes estavam desde a quarta feira (20), investigando o roubo de um Chevrolet Cruze ocorrido naquele dia em Mossoró e na tarde desta quinta feira, apos receber uma denuncia anónima conseguiram localizar o carro roubado e prender os acusados. 

O veículo foi localizado dentro de uma casa no bairro Redenção em Mossoró. Dois homens que estavam no interior do imóvel, identificadoss como SAVIO HENRIQUE TARGINO DE AZEVEDO e BRUNO COUTO SOARES foram presos e com eles além do Cruze os agentes apreenderam um revolver calibre 38, várias petecas de cocaína e uma balança de precisão. 

Os dois homens foram encaminhados à Delegacia de Plantão onde foram autuados nos crimes de roubo, artigo 157 e tráfico de drogas, artigo 33. Os dois foram encaminhados à Cadeia Pública onde estão a disposição da Justiça.



Fim da Linha

Mossoró=Homem é morto em via pública com mais de 10 tiros no Abolição IV


A cidade de Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte, registra na tarde desta quinta feira 21 de setembro de 2017, mais um homicídio, o segundo do dia e o quarto das últimas 72 horas. 

Um homem identificado como Arlem Carlos de Oliveira, 40 anos de idade,foi assassinado com mais de dez tiros, no Conjunto Abolição IV onde morava. 

Segundo informações levantadas pela polícia, a vítima foi perseguida, quando trafegava em sua motocicleta Brós preta, por uma dupla de moto, que seguia pela Avenida Senador Petrônio Portela. 

Ao se aproximar de uma igreja evangélica a dupla passou a efetuar disparos que atingiram a vítima. Quando Arlem caiu os atiradores efetuaram vários outros disparos a curta distância. 

Segundo o perito criminal, Renildo Marcelino foram visualizados mais de dez perfurações de bala no corpo da vítima. Cápsulas de pistola ponto 40 ficaram espalhadas pelo chão e recolhidas pela equipe do ITEP. 

O delegado da Divisão de Homicídios, Rafael Arraes, esteve no local,fazendo os primeiros levantamentos do crime e informou que até o momento não tem informaçções sobre a motivação do crime, bem como os posíveis executores. 

O delegado informou, que a vítima teve um cunhado morto a tiros a cerca de dois meses atrás na Favela do Fio em Mossoró, mas confirmou se os casas estão relacionados. 

Após os procedimentos realizados no local do crime, pela perícia criminal, o corpo de Arlem Carlos de Oliveira, foi removido e encaminhado a sede do ITEP, onde passará por procedimentos de necropsia. 

Com mais um homicídio registrado na cidade, Mossoró passa a contabilizar 167 assassinatos neste ano de 2017. Mais um caso para DHPP investigar.


Fim da Linha

SEXTA VERDE DO HORTIFRUTI QUEIROZ APODI

Homens armados invadem e assaltam lotérica na Zona Sul de Natal.

Crime aconteceu nesta quinta-feira (21), no conjunto Cidade Satélite.

Por G1RN

Quatro homens armados assaltaram uma lotérica no conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul de Natal, na tarde desta quinta-feira (21). A ação foi filmada por câmeras de segurança, e o vídeo mostra todo o crime, além da fuga da quadrilha.

O grupo chegou ao local já perto das 15h, em um carro branco. A filmagem mostra que três homens saem do carro, armados, e seguem em direção à lotérica.

Depois de realizarem o arrastão, os três voltam ao veículo, onde já estava esperando o quarto criminoso, no votante. A quadrilha fugiu e não foi mais vista.

Policial reage e bandidos fogem após tentativa de assalto na zona Sul

O fato ocorreu na tarde desta quinta-feira (21), em uma lotérica; Criminosos foram surpreendidos por um sargento da PM que estava no local.

Uma tentativa de assalto a uma lotérica terminou em troca de tiros, na tarde desta quinta-feira (21), na avenida Xavantes, no conjunto Satélite, zona Sul de Natal. Um sargento da Polícia Militar surpreendeu cerca de quatro homens no momento em que eles anunciaram o roubo; Ninguém ficou ferido.

De acordo com testemunhas os criminosos chegaram em um veiculo importado de cor branca e armados, mas quando se aproximaram da lotérica já anunciando o assalto o policial reagiu atirando. "O policial agiu muito rápido e por pouco não morreu, porque eram quatro contra um, mas ainda bem que eles não conseguiram", disse uma vendedora que não quis ser identificada.

A Polícia Militar foi acionada, mas os assaltantes escaparam em direção a Parnamirim. A suspeita é que o carro usado pelo bando seja roubado.

Sérgio Costa Portal BO

quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Suspeito de mandar matar vigilante do IFRN em Apodi é preso; 'Foi pra ficar com a vaga dele', diz delegado

Vigilante foi preso na manhã desta quinta (21) e confessou que pagaria R$ 1.500 pela morte do colega. Intermediário do crime também está na cadeia.

Por Anderson Barbosa, G1RN 
José Edilson Pereira da Silva foi preso em casa, em Apodi (Foto: Divulgação/Polícia Civil) 

Policiais civis e militares prenderam na manhã desta quinta-feira (21), em cumprimento a uma ordem judicial, um homem suspeito de ser o mandante do assassinato do vigilante do IFRN da cidade de Apodi, Francisco Cabral Neto, de 52 anos. O crime aconteceu no dia 11 de abril deste ano. 

Segundo o delegado Renato Oliveira, o suspeito chama-se José Edilson Pereira da Silva, 32 anos, que também é vigilante. Ele confessou o crime. Disse que mandou matar para se vingar de uma humilhação que teria sofrido após uma discussão com a vítima. Porém, eu acredito que o motivo foi outro. Ele fez isso para ficar com a vaga do colega. E acabou ficando”, afirmou o delegado. 

O executor foi um adolescente de 17 anos, que também confessou o crime. O rapaz foi apreendido no dia seguinte ao assassinato. “Inclusive, ele recebeu adiantado R$ 300 para fazer o serviço, e ainda deveria receber mais R$ 1.200”, revelou Renato Oliveira. 

Outra pessoa que também está presa, ainda de acordo com o delegado, é um jovem de 18 anos que intermediou o homicídio. “Esse jovem foi preso na semana passada. Ele também recebeu R$ 300. Foi justamente para conseguir uma pessoa para executar o crime. No caso, foi ele quem fechou o negócio com o adolescente”, acrescentou o delegado. 

Ainda de acordo com Renato Oliveira, José Edilson foi preso em casa. Além de admitir ter encomendado a morte do colega, também confessou que foi ele quem deu carona ao adolescente no momento do assassinato. “Foi ele quem pilotou a moto. E, depois do assassinato, deu fuga para o menor”, concluiu. 

Cabral Neto trabalhava como vigilante do IFRN (Foto: Arquivo Pessoal) 

O crime 

Cabral Neto, como era mais conhecido, foi morto a tiros no início da manhã do dia 11 de abril deste ano. Ele havia saído do trabalho e estava chegando em casa quando foi executado. O corpo ficou na calçada.

Filho mantém a família refém, mata a mãe e esfaqueia sobrinho e vizinho na cidade de Itajá

Acusado




Na noite desta quarta-feira, 20 de setembro, por volta das 19;hs a polícia militar do 10º BPM foi informada de que um elemento por nome Antonio Dantas dos Santos, vulgo "Arroto" estaria, mantendo a própria mãe refém dentro de uma residência que fica na rua João Caetano da Silva, no bairro Igaraçu, mais conhecido por Acauã de Dentro na cidade de Itajá.

Segundo as primeiras informações, ao chegar no local o elemento estaria mantendo a família refém, sendo a mãe e um sobrinho, chegando ao ponto de esfaquear a própria mãe por nome Ilda Dantas dos Santos, 67 anos que foi socorrida para o hospital local em estado grave, mais infelizmente veio a óbito ao da entrada na unidade hospitalar.
O acusado ainda teria esfaqueado mais duas pessoas, que seria seu sobrinho por nome Rodrigo, 27 anos e um vizinho que tentou ajudar.

O motivo pelo qual Antonio Dantas teria cometido essa tragedia não foi revelada, populares informaram que o mesmo sofre com prolemas mentais e a alguns dias que não estava tomando a medicação, o mesmo quando morava no DF já havia tentado suicido.

Ainda de acordo com as informações, Antonio Dantas teria avançado contra os policiais com uma faca peixeira, sendo necessário os PMs efetuar um disparo contra o mesmo, atingindo-o na perna.

Focoelho

Corpo encontrado com marcas de tiros nas costas, facadas no pescoço e mãos amarradas em Mossoró

Foi a 167ª Morte violenta em Mossoró em 2017


O corpo de um homem, aparentemente jovem, foi encontrado por volta de 05 horas da manhã de hoje, 21 de setembro, por populares que acionaram a Central de Operações da Policia Militar.

O local, uma estrada de barro entre o conjunto Geraldo Melo e o Dom Jaime Câmara, no Alto de São Manoel em Mossoró, no Rio Grande do Norte.

A vitima, sem identificação, estava com as mãos amarradas para trás, com uma amordaça na boca e marcas de tiros na cabeça e nas costas e duas perfurações na garganta, que segundo o perito criminal Renildo Marcelino, teriam sido provocadas por um objeto cortante.

No local ninguém reconheceu a vitima e nem tem informações de algum tipo de ocorrência com pessoas desaparecidas na região. A policia desconfia que a vitima seja um flanelinha que trabalha pastorando carros no centro de Mossoró, morador do bairro belo Horizonte.

Pela dinâmica da pericia, o perito Renildo acredita que o rapaz tenha sido morto em outro local e o corpo abandonado às margens da via. Segundo o perito, o cordão utilizado com mordaça pode ter sido uma forma de tortura e não apenas para silenciar a vitima. Depois dos procedimentos no local do crime, o corpo foi removido pela equipe de plantão no Itep.

O Câmera

Após denúncias da população PM apreende quase 17 quilos de droga em Mossoró


Policiais da lotados no 2ºBPM tendo como comandante Major Maximiliano, juntamente com policiais do 12ºBPM, tendo à frente Major Humberto Pimenta, em um trabalho conjunto, após ajuda fundamental da população, que após uma denúncia anônima, foram até uma residência na rua Sergina Lucinda Alves, 15, no final da manhã desta quarta feira 20 setembro 2017, e realizaram uma grande apreensão de entorpecentes. 

Foram cerca de 16.825Kg de maconha. Três pessoas que estavam na residência form conduzidas para a DENARC no centro da cidade. Caderno de anotações, faca, duas balanças uma grande e outra menor, celulares, uma tv e aparelho de som foram conduzidos para averiguação e apresentação da nota fiscal. 

Para o Cabo P. Silva, as duas balanças dão conta que o traficante tanto vende no varejo(trouxinhas), como no atacado em grande quantidade. P. Silva informou que ninguém esbouçou reação no ato da chegada dos policiais. 

Os presos serão ouvidos e autuados. A dona da residência identificada como Mirzya Daianny Costa e Silva, 22 anos assumiu a propriedade da droga, e segundo a policia ela estaria em condicional pelo mesmo crime de tráfico de drogas.

Uma outra mulher de nome Aida Soares, 22 anos, natural de Mossoró e um homem identificado como Fred Henrique Santos, de 18, que estavam no interior do imóvel, foram presos.

Passando na Hora

Mossoró=Pedreiro é morto a tiros no Bairro Boa Vista


Na tarde desta quarta feira 20 de setembro de 2017,a cidade de Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte, registra mais um homicídio a bala, o 166º do ano. 

O crime aconteceu no cruzamento das Ruas Bejamim Constant com Coelho Neto, no bairro Boa Vista, onde o pedreiro Francisco Batista Teixeira, 38 anos, natural de Janduís/RN foi morto em via pública com cerca de cinco tiros, todos na região da cabeça. 

Informações repassadas pela Polícia, a vítima traabalhava como pedreiro, mas nas horas vagas, fazia bico como mototaxista clandestino e tinha como ponto o local onde foi alvejado e morto. 

Tesatemunhas informaram que a vítima estava sentada em sua moto, quando dois homens chegaram em uma moto XRE de cor preta, o garupa desceu, sacou a arma e atirou em sua direção. 

Francisco Batista ainda tentou correr, mas foi perseguido e executado. Os criminosos fugiram após executarem a vítima em sentido ignorado. 

Familiares do pedreiro estiveram no local, e informaram ao delegado Rafael Arraes, da DHPP, que a vítima não tinha antecedentes criminais e nem inimigos e que Francisco era um trabalhador. 

Até o momento não há informações sobre a motivação do crime, nem a identidade dos responsáveis pelos disparos. 

O corpo do pedreiro foi removido do local,após a perícia, para a base do ITEP onde será necropsiado e depois liberado para sepultamento. 

Francisco Batista Teixeira, foi a 166ª vítima da Conduta Violenta Letal Intencional em Mossoró neste ano de 2017. Mais um caso para ser investigado pea Divisão de Homicídios.


Fim da Linha

Homem morre e secretário de Saúde de Paraú é baleado durante tiroteio em Natal

Crime aconteceu na noite desta quarta (20). Tiros foram disparados durante uma briga próximo da rodoviária, na Zona Oeste da capital.

Por G1RN
Tiroteio aconteceu próximo da rodoviária de Natal, na Zona Oeste da cidade (Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi)

Um homem morreu e o secretário de Saúde de Paraú, cidade da região Oeste potiguar, foi baleado na noite desta quarta-feira (20) no bairro de Cidade da Esperança, na Zona Oeste de Natal. Segundo a Polícia Militar. As vítimas foram atingidas em meio a um tiroteio que aconteceu durante uma briga próximo da rodoviária.

Ainda de acordo com a PM, o tiroteio aconteceu por volta das 20h40. Na ocasião, um homem identificado como Márcio Galdino de Macedo, de 32 anos, se desentendeu com Erinaldo Bezerra da Silva, que tem a mesma idade. Após a confusão, Márcio atirou várias vezes contra Erinaldo, que não resistiu aos ferimentos. Próximo da confusão estava Antônio Rogério Peixoto Neto, secretário de Saúde de Paraú, que acabou atingido por um dos disparos.

Baleado no abdômen, o secretário foi socorrido para uma Unidade de Pronto Atendimento, e depois transferido para o Pronto-Socorro Clóvis Sarinho. Ainda não há informações sobre o estado de saúde dele.

Márcio Galdino, que segundo a PM foi quem fez os disparos, foi preso e levado para a Central de Flagrantes. Ela nega. Contudo, com ele foram apreendidos uma pistola e munições. Além disso, ele ainda foi reconhecido por uma testemunha.

Homem com mãos amarradas é encontrado morto na Redinha

Vítima ainda não identificada possuía várias marcas de violência no tórax e no rosto

Um homem ainda não identificado foi encontrado morto e com as mãos amarradas, na manhã desta quarta-feira (20), na praia da Redinha, litoral norte de Natal. A vítima possuía dezenas de marcas de violência na região do tórax e no rosto.

De acordo com a polícia pescadores que navegavam no local visualizaram o cadáver, retiraram da água e acionaram a Polícia Militar através do número 190. "Existem muitos ferimentos no peito e no rosto provocados possivelmente por uma faca", disse um pescador que ajudou no resgate.

A perícia do ITEP assim como a Polícia Civil estiveram no local para serem realizados os procedimentos. Nenhum popular soube informar que era o homem morto. A Divisão de Homicídios investigará o caso.

Sérgio Costa Portal BO

Quadrilha é presa com armas pela PM.

Bando se preparava para realizar assaltos, de acordo com a polícia.

Policiais militares do 11º Batalhão prenderam uma quadrilha, no final da noite desta terça-feira (19), na Grande Natal. Quatro homens e um adolescentes foram flagrados com várias armas e munições.

A quadrilha, de acordo com a PM, estava se deslocando para realizar assalto a um posto de combustível e também a granjas na região de Macaíba. O bando foi preso na BR 226, em Mangabeira.

Os suspeitos estavam em um veículo Siena de cor prata. Com eles, os policiais encontraram dois revólveres calibre 32, duas pistolas, sendo uma 765 e uma 380, e duas espingardas calibre 12, bem como munições.

Portal BO

quarta-feira, 20 de setembro de 2017

PRECISA-SE DE VOLUNTÁRIOS!


O Cartório Eleitoral da 35ª Zona, por meio deste anúncio, solicita ao funcionalismo público do Município local uma ação voluntária para participação do trabalho de atendimento na Revisão Biométrica do eleitorado de Apodi.

Tal súplica vem em um momento de grave contenção de gastos, em virtude da entrada em vigor da Emenda Constitucional nº 95, que congela as despesas do Governo Federal por até vinte anos. Assim, há de se considerar que a Justiça Eleitoral dispõe de uma estrutura suficiente para o atendimento de rotina, entretanto, a Revisão Biométrica demanda um Recurso Humano diferenciado, na medida que se concentra um alto número de atendimentos em um curto espaço de tempo.

Atualmente, temos uma equipe de atendimento formada por apenas 13 servidores, dos quais 06 foram contratados provisoriamente pelo tribunal. Resta atendimento ainda de quase 24mil eleitores. Para preenchermos as vagas que estão faltando, é preciso mais 07 servidores, pelo menos.

A Meta diária da Revisão Biométrica em Apodi é de cerca de 700 pessoas/dia e, infelizmente, tem sido realizada uma média de 350 atendimentos. Tal situação decorre da carência de pessoal adequado para operar os computadores disponíveis.

Este apelo se mostra necessário, na medida que temos lidado com grandes filas, com pessoas que chegam a permanecer por horas aguardando atendimento. Tal situação desestimula os eleitores e poderá acarretar o cancelamento de uma quantidade enorme de cadastros eleitorais. As consequências não são boas, considerando a quantidade de serviços e políticas públicas que exigem a regularidade perante a Justiça Eleitoral. E, nessa situação, o cidadão mais carente é sempre o mais prejudicado. Ressalto ainda que grande parte dos eleitores de Apodi residem na área rural, muitas vezes com dificuldade de acesso a transporte.

Portanto, é nessa hora que CONCLAMAMOS os gerentes, diretores e chefes de repartições públicas locais para, na medida do possível, disporem de pessoal para realizarmos um atendimento adequado à população de Apodi, com a dignidade que merece. Ainda que o órgão público não possa ceder formalmente os servidores para esse mutirão solidário, pode ainda o próprio servidor, espontaneamente, dentro de seu valioso período de repouso, realizar esse gesto de cidadania e colaborar com os trabalhos.

A revisão ocorrerá até dia 26/10/2017 e nosso horário de atendimento é:

I – Segunda-feira – das 09:00 às 16:00 horas;
II – Terça a Sexta-feira – das 08:00 às 16:00 horas;
III – Sábado – das 08:00 às 14:00 horas.

Dentro desse horário, aceitamos a colaboração que for possível e dentro do limite acima informado. Desde já, entendemos que nem todas as repartições terão permissão ou disponibilidade de pessoal para assumir tal compromisso, inclusive por questões normativas. Entretanto, ressalto que toda colaboração, principalmente de iniciativa pessoal do próprio servidor, será bem-vinda!

Ficha cadastral disponível no Cartório Eleitoral da 35ª Zona, que, desde já, agradece o esforço e colaboração, antecipadamente