segunda-feira, 19 de fevereiro de 2018

Mossoró=Indivíduo armado e com carro roubado morre após reagir a abordagem policial na região de Alagoinha





A ocorrência foi registrada na tarde deste domingo 18 de fevereiro de 2018 no Sítio Bom Destino região de Alagoinha na zona rural de Mossoró no Oeste Potiguar. 

Segundo a PM um indivíduo identificado como, Francisco das Chagas Medeiros Silva, 27 anos, com passagens pelo sistema prisional de Apodí, armado e com um carro tipo Fox de cor branca, roubado em Mossoró, na última quinta feira (15), em companhia de três mulheres passou a tarde promovendo arruaças e pondo medo aos moradores daquela localidade.

O Centro Integrado de Operações e Segurança (CIOSP) foi acionado por populares via 190, relatando que o indivíduo estava praticando cavalo de pau e efetuando disparos de arma de fogo para o alto. De imediato o CIOSP deslocou as Guarnições, da Maisa, do Grupo Tático Operacional (GTO) e do Tatico Operacional Rodoviário (TOR) da Polícia Rodoviária Estadual para a localidade. 

Ainda de acordo com a Polícia, quando as equipes chegaram no Sítio Bom Destino, se depararam com o suspeito e quando ele avistou as viaturas, abandonou o carro e correu atirando contra os policiais. 

Houve revide e o suspeito acabou sendo baleado e socorrido pelos próprios policiais para o Hospital Regional Tarcísio Maia, mas ele não resistiu e morreu ao dar entrada naquela unidade hospitalar. 

A polícia apreendeu uma arma de fogo com quatro munições, duas delas deflagradas, recuperou o carro roubado e prendeu três mulheres identificadas como Madilene das Chagas Costa de 28 anos de idade, Elainy Karina Oliveira Leal de 23 anos e Adriana Raquel da Silva de 21 anos que estavam no interior do veículo. 

As mulheres e o material apreendido foram encaminhados e apresentados na Delegacia de Plantão, para que o delegado Dr. Fernando Antônio adote os devidos procedimentos.

As mulheres, informaram na delegacia que não conheciam o homem que foi morto e que apenas pegaram uma carona com o mesmo para Mossoró. Elas estavam sem documentos e disseram que moram no Ceará e estavam fazendo programas na zona rural de Mossoró.

Fim da Linha

Nenhum comentário:

Postar um comentário