quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Três pessoas foram executadas em Mossoró na manhã de ontem

Dois corpos foram encontrados numa estrada carroçável no Sitio Santana, zona rural do município e uma mulher foi morta no Belo Horizonte em Mossoró no Rio Grande do Norte, na manhã de hoje, 31 de janeiro.


Segundo informações, dois homens foram raptados de um bar, as margens da BR 304, no Alto de São Manoel, no final da noite de terça-feira 30 de janeiro. Os criminosos levaram os dois homens e o veículo, um Gol Branco que pertencia a Edson Cosmo que era motorista de uma empresa que presta serviços a Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Seu carro foi encontrado na BR 110 sentido Upanema, ainda na noite de ontem.

Moradores do Sitio Santana informaram a policia que na madrugada hoje, 31, foram ouvidos disparos de arma de fogo na região, mas só pela manhã, os corpos dos dois homens foram localizados, as margens de uma estrada carroçável de acesso a comunidade.


Familiares reconheceram Edson Cosmo da Silva, de 32 anos de idade, que foi morto com tiros na cabeça. A outra vitima é Dalisson de Souza Ferreira de 30 anos de idade, que sofreu disparos na parte de trás da cabeça e teve o rosto desfigurado por disparos de espingarda calibre 12.

Até o momento, não há informações sobre a motivação do rapto e nem do duplo homicídio e a polícia ainda não tem pistas dos possíveis assassinos. O caso será investigado pela Divisão de Homicídios.

Ainda na manhã de hoje, quarta feira 31 de Janeiro, na Rua Dom Helder Câmara, no bairro Belo Horizonte, uma suposta tentativa de assalto, terminou com a morte da domestica Katiuscia Lopes da Silva, de 32 anos de idade.

Segundo informações, a vitima caminhava pela rua na companhia de uma filha e teria sido abordada por dois criminosos que estavam numa bicicleta e chegaram a anunciar um assalto. Quando Katiuscia tentou correr para se proteger, foi baleada com 05 tiros e morreu na calçada de um comércio.

A policia recebeu informações que Katiuscia teve o marido assassinado no início do ano passado no Assentamento Vingt Rosado próximo ao Jucuri. A polícia ainda não confirmou se a morte de Katiuscia tem relação com o assassinato do marido. Na época cerca de 10 homens invadiram a casa e executaram o mesmo com mais de 50 tiros.

O Câmera

Nenhum comentário:

Postar um comentário