F “Foi uma fatalidade”, diz suspeito de matar PM no RN. Assista - Sentinelas do Apodi

sexta-feira, 22 de fevereiro de 2019

“Foi uma fatalidade”, diz suspeito de matar PM no RN. Assista

De acordo com Cassiano do Nascimento de Oliveira, preso nesta quinta-feira, na hora que o policial e outro homem começaram a brigar, ele puxou a arma e atirou.

“Foi uma fatalidade”. Essa foi a explicação dada por Cassiano do Nascimento de Oliveira, 23 anos, preso nesta quinta-feira (21) suspeito de ter assassinado o PM aposentado Rafael Andrade da Silva, 36 anos. O crime aconteceu dia 12 de janeiro, em um bar, na Zona Sul de Natal; e foi registrado pela câmera de segurança do local.
A declaração foi dada a policiais no momento da prisão de Cassiano, que aconteceu no início da tarde. Aos policiais ele disse que não conhecia a vítima. “No momento da briga eu puxei a arma e atirei nele”, disse. De acordo com a investigação, a arma usada no crime pertenceria a Francisco Wellington da Silva, suspeito de ser o homem que brigou com o policial aposentado Rafael Andrade.
De acordo com as imagens registradas pela câmera de segurança do bar, o crime aconteceu logo após o início de uma briga entre o PM e Francisco Wellington. Nesse momento, um segundo homem – possivelmente Cassiano – veio por trás e efetuou os disparos.
O policial aposentado ainda correu e se abrigou atrás de uma pilastra, mas desmaiou em seguida e morreu. A vítima havia entrado na polícia em 2006. Ele foi aposentado em 2015 problemas psiquiátricos. Rafael Andrade morava no bairro do Tirol, com os pais. Deixou uma filha de 5 anos e uma namorada.
Rafael Andrade da Silva foi morto após briga em bar da Zona Sul de Natal Foto: arquivo pessoal

OP9
Previous Post
Next Post

0 comentários: