quinta-feira, 7 de fevereiro de 2019

Investigada por participação na morte de policial no RN é presa em Mossoró

Rosilene Araújo de Oliveira, 55 anos, foi presa por ser suspeita de envolvimento no latrocínio que resultou na morte do PM Ildônio José da Silva, morto em agosto de 2018.(RELEMBRE)
A mulher foi presa durante o cumprimento de um mandado de prisão expedido pela Delegacia de Polícia Civil de Caraúbas. Ao todo, cinco pessoas envolvidas no crime estão presas.
Rosilene foi a principal responsável por esconder no sítio que mora, conhecido como Brasília, os autores do crime, bem como os integrantes de uma facção criminosa oriunda do Rio Grande do Norte. A propriedade está localizada na Zona Rural de Caraúbas.
Segundo a Polícia Civil, um dia após a morte de Ildônio, Rosilene tentou dar cobertura ao filho, Aleilson Melquiades de Oliveira, e Luís Felipe de Lima, para fugirem da cidade e não serem presos. No entanto, eles foram detidos e presos pela Polícia Rodoviária Federal (PRF).(RELEMBRE)
Os agentes informaram que mesmo em prisão domiciliar, Rosilene continuou cometendo crimes. A suspeita foi conduzida à Cadeia Pública Mário Negócio, em Mossoró, onde está à disposição da Justiça.

<
Previous Post
Next Post

0 comentários: